• O Canal da Lili

Programa Municipal de Agricultura Urbana é apresentado pela Sema


Nancy Thame, secretária da Sema, apresentou o programa nessa quinta-feira (19) - Imagem: Thais Passos/Sema

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Sema (Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento), apresentou nessa quinta-feira (19), o Programa Municipal de Agricultura Urbana, em reunião realizada em conjunto com instituições, vereadores e produtores locais, no espaço do Varejão da Paulista.


De acordo com a Sema, a agricultura urbana caracteriza-se pela produção e processamento de plantas alimentícias, medicinais e/ou ornamentais e a criação ou produção de animais e seus produtos e subprodutos destinados ao consumo humano, praticada em propriedades públicas ou privadas da área urbana e nos núcleos urbanos isolados.


Entre os objetivos do Programa Municipal de Agricultura Urbana listados pela secretaria está o incentivo à geração de trabalho e renda, o combate à fome e a garantia da segurança alimentar e nutricional, e a redução do custo do acesso ao alimento para os consumidores de baixa renda.


O aproveitamento de terrenos ociosos do município e o incentivo da produção para o autoconsumo, o associativismo, e a venda direta do produtor, são mais alguns propósitos do programa. As áreas apropriadas para agricultura urbana serão determinadas pela Prefeitura, por meio da Sema, sendo esta responsável pelo cadastramento das áreas compatíveis, que podem ser tanto públicas, como privadas da área urbana e nos núcleos urbanos isolados.


A secretária de Agricultura e Abastecimento, Nancy Thame, afirmou que este trabalho provém de uma construção conjunta por uma demanda que tem crescido no município. “Piracicaba produz apenas 9% do que a população consome, um cenário que estamos lutando juntos para mudar. Com esse incentivo à agricultura local, compraremos menos alimentos de outros municípios, garantindo mais emprego e renda para os produtores piracicabanos e uma alimentação mais saudável”, disse.


Entre aproximadamente 50 participantes, com presença marcante da sociedade civil, estava o agricultor familiar agroecológico Joel Cardoso de Oliveira. Para ele, é preciso trabalhar o conceito da agricultura urbana, envolvendo a agroecologia, e com muito planejamento. “Não é só sair fazendo horta. O caminho é pela sustentabilidade na agricultura”, ressalta.


O diretor técnico de divisão do escritório da CDRS (Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável) em Piracicaba, Maurício Perissinotto estava presente e parabenizou a iniciativa da secretaria. “A Sema é uma parceira que nós fazemos questão de estar sempre juntos e esse trabalho é fundamental e importante para Piracicaba. Muitos municípios não dão tanta importância para as hortas urbanas, mas o potencial delas é imenso, tanto para a segurança alimentar, como para a geração de renda”, afirma.


A secretária Nancy Thame concluiu enfatizando que as diretrizes do Programa Municipal de Agricultura Urbana estão de acordo com o Plano Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável, já em vigor. “Só nesta conversa, já anotamos muitas questões que vamos analisar, e deixamos o convite para conversar e ouvir mais sugestões”, ressalta.


Na reunião estiveram presentes os vereadores Acácio Godoy (PP), Anilton Rissato (PAT), Ana Pavão (PL), Josef Borges (SD), Rai de Almeida (PT), Silvia Morales (PV), do Mandato Coletivo, e Wagner Oliveira (CID).



  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon