top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Professores de São Paulo: Apeoesp conquista reposição de aulas, greves e paralisações


A Professora Bebel durante assembleia de professores, em São Paulo, na luta por melhores salários e respeito aos direitos da categoria - Imagem: Divulgação

Após quatro anos de insistência, a Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) conquistou de forma parcial reposição de dias parados, relativos a greves, paralisações, assembleias, manifestações e outras atividades dos professores na luta pelos seus direitos. A informação é da presidenta da entidade, a deputada Professora Bebel, ressaltando que a todos que greve e paralisações são uma forma de luta por direitos garantida pelo Supremo Tribunal Federal.


Despachos do secretário da Educação, Jean Gorinchteyn, publicado no Diário Oficial do Estado, garante reposições de aulas relativas aos períodos de 8/2 a 13/3/2021, 18/8/2021 e 29/3/2022. “Foi um avanço, sem dúvidas, mas há muitas datas a serem repostas e não sabemos qual foi o critério utilizado para as decisões publicadas até o momento. Continuamos insistindo para que todas as reposições sejam autorizadas”, enfatiza a deputada Professora Bebel.



Em seu despacho, o secretário estadual da Educação escreveu: “Diante dos elementos de instrução que constam no expediente, e considerando as disposições da Resolução SE nº 102, de 22-9-2003, DEFIRO a reposição de aulas relativas à paralisação ocorrida no dia 18 de agosto de 2021 solicitada pelo Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo – Apeoesp”. A mesma argumentação Jean Gorinchteyn utilizou para deferir a reposição de aulas relativas à paralisação ocorrida entre 08/02/2021 e 13/03/2021, assim como a do dia 29/03/2022, todas solicitadas pela Apeoesp.


Comments


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page