• O Canal da Lili

Prefeitura de Piracicaba lança o projeto Cestas Verdes: segurança alimentar e geração de renda local


Propriedade da família Ferezini, em Piracicaba - Imagem: Prefeitura/CCS

A Prefeitura de Piracicaba, por meio das secretarias de Agricultura e Abastecimento (Sema) e de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads), lançará o projeto Cestas Verdes, em parceria com o Banco de Alimentos, que vai distribuir cestas de hortifruti para famílias em situações de vulnerabilidade, com produtos oriundos da agricultura familiar.


De acordo com as secretarias, cerca de 700 famílias serão beneficiadas com cestas entregues quinzenalmente, a partir do segundo semestre até dezembro deste ano, pelo Banco de Alimentos. O edital para a compra dos alimentos já está na fase final e será aberto em junho para cooperativas de agricultura familiar.


Para o desenvolvimento do edital, a Sema estudou a composição da cesta de acordo com as necessidades diárias de consumo de FLV (Frutas, Legumes e Verduras) per capita, respeitando a sazonalidade da produção e de acordo com a vocação agrícola de Piracicaba, a fim de compor a cesta com produtos produzidos localmente.


Para esta parceria intersetorial entre agricultura e assistência social, com o apoio do Comsea (Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional), Sema e Smads estão desde janeiro realizando reuniões em conjunto com agricultores, responsáveis do Banco de Alimentos e dos Cras (Centros de Referência de Assistência Social), para elaboração deste projeto.


Secretária da Sema, Nancy Thame e secretária da Smads, Euclidia Fioravante - Imagem: Prefeitura/CCS

O Banco de Alimentos já faz a entrega de cestas básicas com alimentos não perecíveis para famílias cadastradas nos Cras, com produtos oriundos de doações ou comprados pela Smads. “Devido à pandemia, a situação da segurança alimentar e nutricional da população tem se agravado e um projeto como este é fundamental para garantir uma alimentação adequada e saudável a quem mais precisa e gerar trabalho e renda aos agricultores familiares”, afirma a secretária da Sema, Nancy Thame.


A titular da Smads, Euclidia Fioravante, afirma que “garantir a segurança alimentar não significa apenas prover o alimento, mas assegurar o direito de acesso ao alimento adequado e saudável, junto à promoção da educação alimentar e nutricional”.

  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon