top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Prefeitura de Capivari (SP) recebe doações para famílias atingidas pelas enchentes


Famílias foram atingidas pelas enchentes - Imagem: Prefeitura de Capivari

Após as chuvas dos últimos dias, no domingo (30), a Prefeitura de Capivari (SP) recebeu muitas doações de roupas para as vítimas das enchentes. Segundo a Prefeitrua, agora as famílias estão precisando de doações de colchões, cobertores, alimentos não perecíveis, produtos de limpeza e higiene, que serão destinados aos moradores da cidade afetados pelas enchentes. As doações podem ser feitas durante todo o dia no Ginásio de Esportes "Ronaldo Zaidan Pellegrini" (Ronaldão), que está localizado na avenida José Annicchino, no Centro de Capivari.


Em última aferição, realizada às 10h54 desta segunda-feira (31), o nível do rio Capivari marcou na régua 2,88 metros e as águas voltaram a subir. O transbordo acontece quando o rio atinge os 2 metros. Nos abrigos da Prefeitura, estão sendo acolhidas 13 famílias na Escola Municipal Aldo Silveira, sendo 38 pessoas. No Ginásio de Esportes “Ronaldo Zaidan Pellegrini” (Ronaldão), estão abrigadas 18 famílias, sendo 43 pessoas. No momento, 500 pessoas estão desalojadas.


ACOMPANHAMENTO

As comportas da Barragem Leopoldina estão abertas em toda a sua totalidade desde quinta-feira (27), visando a suavização das águas e evitando que a situação se agrave. O município está em situação de emergência. Desde quinta-feira, a Defesa Civil de Capivari vem acompanhando as chuvas de toda a região do município como prevenção para os próximos dias. A equipe solicitou a abertura total das comportas da Barragem Leopoldina, com a finalidade de diminuir o nível do rio Capivari na cidade e se preparar para a chegada das águas da região.


A equipe continuou com os protocolos da Operação Chuvas de Verão, fazendo vistorias in loco, acompanhamento de toda rede telemétrica do rio, da régua eletrônica e régua instalada na ponte da avenida Pio XII. No último sábado (29), as chuvas que atingiram o município foram muito intensas, o que deixou a cidade em estado de atenção, quando às 8h39, o nível do rio Capivari atingiu 1,76 m, visto que o transbordo acontece quando eleva para 2 metros.


REMOÇÃO DAS FAMÍLIAS

Durante a noite de sábado, o rio ainda estava com um 1,80 m marcado na régua e a Defesa Civil começou a se preparar para a remoção das famílias que moram na região do Capivari. Os moradores foram avisados da situação e receberam as orientações para acionassem os agentes para iniciar a mudança. As famílias foram levadas para à Escola Municipal Aldo Silveira e receberam todo o auxilio da assistência social.


O trabalho continuou pela madrugada e durante todo o domingo (30), que finalizou o dia com o nível do rio Capivari marcando na régua 3,58 metros, cerca de 124,50 mm acumulados de chuva e um total de 32 pontos de alagamento. Os locais interditados são: trecho da rua João Moreti (Moreto), rua Piracicaba (Bosque dos Pinheiros), rua Padre Haroldo (Juventus), trecho da rua João Vaz (Centro), ponte da rua Bento Dias (Centro), trecho da rua Franklina de Almeida Barros (Próximo ao CFC), trecho da rua Miguel Assad (Nova Aparecida), rua 31 de março (Nova Aparecida), rua Bruno Rocco (Santa Rita de Cássia), rua João Nicolucci (Santa Rita de Cássia), rua Osmar Galvão (Santa Rita de Cássia), trecho da rua Hermínio José Panserini (Padovani), trecho da rua Tiradentes (Centro), Ponte do Santoro, Cortume (Próximo ao Ronaldão) e Av. Dr. José P. de Carvalho Jr, Rua São Paulo (Vila Cardoso), av. Dr. Ênio Pires de Camargo (trecho do bairro Ribeirão), rua Emílio Alves Ferreira (Jardim Elisa), rua Ismael Bueno de Oliveira (Jardim Elisa), rua Gumercindo Costa (Jardim Elisa), rua Francisco Bernardino de Campos (Flamboyant), rua José Busatto (Residencial Santo Antônio), trecho da rua Fernando de Barros (Centro), avenida Benedito M. Camargo (Cancian), rua José Maschietto (Estação), rua Juventino A. de Moraes (Cancian), rua Joaquim dos Reis (Flamboyant), Condôminio Reserva dos Colibris (Ribeirão) e rua XV de Novembro (Centro), rua José Calza (Vila Balan) e avenida Brigadeiro Faria Lima (Vila Fátima).


O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), com apoio do Corpo de Bombeiros, resgataram quatro gatos que estavam ilhados no bairro Ribeirão. Todos foram resgatados com vida e estão abrigados no CCZ durante o período de cheias, antes de serem devolvidos às suas famílias.


DEFESA CIVIL

Em caso de necessidade, a população pode entrar em contato com a Defesa Civil pelo 199 e (19) 3492-3186. A Guarda Civil atende pelo 153, 24 horas por dia, sete dias por semana. O Corpo de Bombeiros atende pelo 153.


Commentaires


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page