• O Canal da Lili

Plataforma BibliON disponibiliza mais de 15 mil títulos e atividades culturais


Para utilizar o serviço gratuito da biblioteca digital, basta que os interessados acessem o site (https://www.biblion.org.br/) ou baixem o aplicativo BibliON - Imagem: Reprodução/Internet

Por: Eliana Teixeira


Essencial para o desenvolvimento de um ambiente corporativo, a comunicação ganhou ainda mais relevância mundial com a pandemia da Covid. E ao ser aliada às mais avançadas tecnologias, a comunicação também se tornou ferramenta fundamental para o acesso à educação e difusão da cultura. As TDICs (Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação), que têm como uso equipamentos de realidade virtual, ou seja, requer conexão com a internet, diminuem distâncias e democratizam o acesso ao conhecimento. Um exemplo de uso das TDICs para a propagação do conhecimento, por exemplo, é a plataforma BibliON - biblioteca digital gratuita -, lançada no dia 9 de junho de 2022, pelo Governo do Estado de São Paulo.



“A BibliON vai permitir que a gente amplie o acesso e estimule o hábito da leitura. A nova plataforma tem o mesmo status e importância das bibliotecas estaduais e do sistema SiSEB. Uma instituição de caráter contínuo e permanente, que acompanhará toda a evolução tecnológica e das pessoas” afirmou o secretário de Cultura e Economia Criativa Sérgio Sá Leitão.


Com o lançamento, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo abre um acervo de mais de 15 mil títulos e uma vasta grade de atividades culturais, como clubes de leitura e oficinas de capacitação. A nova iniciativa recebeu um investimento total de R$ 10 milhões - serão mais R$ 5 milhões a cada ano - do Governo de São Paulo e irá interagir com as cerca de 330 bibliotecas municipais que integram o SisEB (Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas), localizadas em 240 cidades paulistas.


O objetivo é que o projeto promova a capacitação continuada dos profissionais de bibliotecas e provoque o crescimento de usuários, tanto da biblioteca digital, quanto das físicas. “A BibliON será um poderoso instrumento para que o Brasil se torne um país de leitores. Neste primeiro ano de funcionamento, cada título do acervo de 15 mil livros será lido 1 milhão de vezes”, destacou Leitão.


Acervo da BibliON

O acervo da nova plataforma, gerida pela SP Leituras, Organização Social responsável pela BSP (Biblioteca de São Paulo), pela BVL (Biblioteca Parque Villa-Lobos) e pelo SisEB, estará em constante atualização e conterá títulos dos mais variados gêneros, áreas de conhecimentos e idiomas, no formato de livros digitais (e-books) e audiolivros. O projeto também contempla clubes de leitura, podcasts, seminários, capacitações e oficinas, além de outras atividades culturais e de formação, para dinamizar seu uso e fomentar as interações do público, tanto com ela, quanto com as bibliotecas físicas.


O usuário pode fazer empréstimo de até duas obras simultâneas, por 15 dias. A BibliON permite ações como organizar listas, adicionar favoritos, compartilhar um livro como dica de leitura nas redes sociais, fazer reservas, ver histórico e sugerir novas aquisições. Por meio de princípios de gamificação, os associados conseguem acompanhar as estatísticas do tempo dedicado à leitura e participar de desafios.


Na BibliON, o usuário pode utilizar diversos filtros, como tema, autor, categoria ou título, além de ler em dispositivos móveis, sem a necessidade de usar dados do celular, por meio do download prévio do título ou, ainda, ajustar o tamanho da letra e o contraste da tela; escolher diferentes modos de leitura para dia ou para noite e acionar a leitura em voz sintetizada, para saída em áudio do texto.


TDICs e a interatividade

Embora as TDICs se utilizem de equipamentos - computadores, tablets, celulares -, a essência continua prevalecendo, ou seja, a interatividade proporcionada pelo contato, ainda que virtual, faz parte das relações humanas, porém num exponencial inimaginável até o surgimento do protótipo da primeira rede de internet, a Arpanet (Advanced Research Projects Agency Network), em 29 de outubro de 1969. Nessa data, foi estabelecida a primeira conexão entre a Universidade da Califórnia e o Instituto de Pesquisa de Stanford, nos Estados Unidos.

Mas somente na década de 90, ocorreu a popularização da internet, com o surgimento de novos browsers ou navegadores - Internet Explorer, Netscape, Mozilla Firefox, Google Chrome, Opera, Lynx - e o crescimento do número de usuários. Isso estimulou a proliferação de sites, chats, redes sociais - Orkut, Facebook, MSN, Twitter -, tornando a internet a rede ou teia global de computadores conectados.


Sem dúvida alguma, isso ressignificou a divisão histórica da humanidade, em três relevantes eras: agrícola, industrial e digital. Na era digital, a qual estamos vivenciando esse processo global, somos integrantes da “sociedade da informação”, sendo que a cultura, a economia, o conhecimento dependem essencialmente da tecnologia, da comunicação e da informação.


Serviço

Para utilizar o serviço gratuito da biblioteca digital, basta que os interessados acessem o site (https://www.biblion.org.br/) ou baixem o aplicativo BibliON, disponível no Google Play e na Apple Store e realizem um breve cadastro.


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon