top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Piracicaba (SP): Saúde inicia 2ª fase da campanha de busca ativa de novos casos de tuberculose


Poliana Garcia e interlucutora do Programa Municipal de controle da tuberculose - Foto: CCS Piracicaba

Em Piracicaba (SP), a Secretaria Municipal de Saúde realiza a segunda fase da Campanha de Intensificação de Busca Ativa de Casos de Tuberculose 2023, realizada pelo Programa Municipal de Controle da Tuberculose, vinculado ao Cedic - Centro de Doenças Infectocontagiosas em parceria com o DAB - Departamento de Atenção Básica. As atividades começaram na sexta-feira (15), e seguem até o dia 29/09. Em 2021 e em 2022, Piracicaba registrou 137 novos casos da doença em cada ano. Em 2023, até dia 13/09, 87 novos casos foram confirmados.


Conforme explica a enfermeira Poliana Garcia, interlocutora do programa de Tuberculose e Hanseníase de Piracicaba, a busca ativa é uma atividade primordial para o controle da doença já que consiste em perguntar a todas as pessoas nos serviços de saúde/consultórios, nas ruas, nas visitas domiciliares, nos eventos com a comunidade, sobre a presença de tosse e do tempo de duração.



“Esse questionamento deve acontecer em todas as abordagens dos profissionais de saúde e em todas as unidades de atendimento como unidades básica, referências secundárias e terciárias, hospitais, Cedic e consultório na rua para, assim, oferecer e propor o tratamento adequado e interromper a cadeia de transmissão. Cabe lembrar que na primeira fase da campanha, realizada em março deste ano, realizamos capacitação sobre tuberculose para profissionais da saúde e representantes da Penitenciária e do Centro de Detenção Provisória e, nesta semana, realizamos treinamento para os novos enfermeiros que integraram a rede após a campanha realizada em março”, detalha Poliana Garcia.


É importante lembrar que as ações de combate e prevenção à tuberculose realizadas na cidade seguem as orientações vindas do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo, via Divisão de Tuberculose. “A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos. Sendo assim, recomendamos que todo sintomático respiratório procure uma unidade de saúde para solicitar o exame de pesquisa para a tuberculose, independente da campanha. O teste é gratuito e o tratamento também”, enfatiza o secretário de Saúde, Douglas Koga.


Cabe destacar que os principais sintomas da Tuberculose, além de tosse, são febre vespertina, sudorese noturna, emagrecimento e cansaço/fadiga.


TRATAMENTO

A tuberculose tem cura e o tratamento dura no mínimo seis meses. É gratuito e disponibilizado pelo SUS - Sistema Único de Saúde. A estratégia do tratamento, é o TDO - Tratamento Diretamente Observado, que consiste na ingestão diária dos medicamentos da tuberculose pelo paciente, sob a observação de um profissional da equipe de saúde.


TRANSMISSÃO

A transmissão se dá pelas vias áreas, a partir da inalação de aerossóis. Ao falar, espirrar e principalmente ao tossir, as pessoas com tuberculose ativa lançam no ar partículas em forma de aerossóis que contêm bacilos e que podem ser aspirados por outros indivíduos levando à infecção.


RECONHECIMENTO

Em março deste ano, a Prefeitura de Piracicaba foi premiada pelo Governo do Estado de São Paulo pelo êxito na realização da Campanha de Busca Ativa de Sintomático Respiratório de 2022 por ter superado a meta proposta pelo Estado que era a coleta de 345 amostras de escarro em cada fase da campanha. Na primeira fase, a cidade atingiu 461 amostras com 11 resultados positivos e, na segunda fase, foram 419, com cinco confirmações.

Comments


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page