• O Canal da Lili

Piracicaba (SP): Cedic realiza busca ativa de casos de tuberculose até dia 28 de março


Busca ativa de casos de tuberculose Crab Cecap - Imagem: Divulgação/Cedic

A Secretaria Municipal de Saúde de Piracicaba (SP), por meio do Cedic (Centro de Doenças Infectocontagiosas) e Programa Municipal de Controle da Tuberculose, em parceria com o DAB (Departamento de Atenção Básica) realiza até dia 28 de março, a primeira fase da Campanha de Intensificação de Busca Ativa de casos de Tuberculose, seguindo as orientações vindas do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo, via Divisão de Tuberculose. Em 2021, Piracicaba registrou 137 casos novos da doença, contra 118 novos casos em 2020.


O objetivo da campanha é identificar precocemente os casos de pessoas com tuberculose e, a partir do diagnóstico, poder oferecer o tratamento adequado e interromper a cadeia de transmissão. Sendo assim, a Secretaria Municipal de Saúde recomenda que todo sintomático respiratório – pessoa com tosse por duas semanas ou mais – procure uma unidade básica de saúde para solicitar o exame de pesquisa para a tuberculose.



A campanha, que acontece em dois períodos do ano, é uma estratégia de busca ativa dos casos bacilíferos - pessoas com tuberculose -, além de levar informações para a população sobre a tuberculose e seu impacto para a Saúde Pública.


A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos. Além de tosse, outros sinais e sintomas que podem estar presentes, como febre vespertina, sudorese noturna, emagrecimento e cansaço/fadiga. “A doença é causada pelo Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de Koch. Em 2020 e 2021 o diagnóstico de tuberculose foi ofuscado pela pandemia, portanto, devemos redobrar os esforços para diagnosticar os casos de tuberculose que se perderam em meio aos sintomáticos respiratórios envolvendo a Covid-19”, reforça o secretário de Saúde, Filemon Silvano.


TRATAMENTO

A tuberculose tem cura e o tratamento dura no mínimo seis meses. É gratuito e disponibilizado pelo SUS (Sistema Único de Saúde). A estratégia do tratamento, é o TDO (Tratamento Diretamente Observado), que consiste na ingestão diária dos medicamentos da tuberculose pelo paciente, sob a observação de um profissional da equipe de saúde.


TRANSMISSÃO

A transmissão se dá pelas vias áreas, a partir da inalação de aerossóis. Ao falar, espirrar e principalmente ao tossir, as pessoas com tuberculose ativa lançam no ar partículas em forma de aerossóis que contêm bacilos e que podem ser aspirados por outros indivíduos levando à infecção.


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon