top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Piracicaba: 3ª edição do Prêmio Pirarazzi de Cultura irá divulgar os melhores de 2023, no dia 07/03


Elson de Belém é o idealizador e produtor executivo do evento - Foto: Divulgação

O 3° Prêmio Pirarazzi de Cultura - Melhores de 2023, realizado em Piracicaba (SP), já está com sua programação pronta, com a escolha dos indicados, lista dos mais votados e cerimônia de premiação já agendada. De janeiro a março, toda a comunidade piracicabana poderá fazer sua parte votando e prestigiando as pessoas que fizeram a diferença no ano passado para as áreas de produção cultural, mas diversas áreas: artes visuais, literatura, cinema, teatro, música, jornalismo, entre outras. Neste ano, o período de escolha para as 30 categorias será de 22 de janeiro a 10 de fevereiro, por meio de cédula disponível no Instagram @ppcultoficial.


O evento de premiação acontecerá no dia 7 de março, no Teatro do Engenho, com apresentação do organizador e apresentador, Elson de Belém, e do cerimonialista da noite, Douglas Ambrosano Arruda. Já a homenageada desta edição é Odete Martins Teixeira (Mama África). A homenagem póstuma será prestada à Fran Camargo.




O Prêmio Pirarazzi de Cultura, carinhosamente chamado PPCULT, é uma idealização do produtor cultural e ator Elson de Belém, que começou em 2019. “O Prêmio é de extrema importância para sociedade piracicabana, pois é através dele que reconhecemos e incentivamos a produção cultural em diversas áreas, como artes visuais, literatura, cinema, teatro, música, entre outras. Ao realizarmos o Prêmio Pirarazzi de Cultura, estamos destacando o talento e o trabalho dos artistas e criadores, além de fomentar a produção cultural e artística em nosso país. O prêmio funciona como uma forma de reconhecimento e incentivo, pois além do reconhecimento público, valoriza o trabalho artístico”, afirmou o idealizador e organizador.


Segundo Belém, o prêmio contribui para a formação de uma sociedade mais democrática, pois possibilita o acesso e a disseminação de diferentes expressões culturais e artísticas, promovendo a diversidade e a pluralidade. “Estamos fortalecendo a identidade cultural de nosso país, pois os artistas premiados representam a diversidade cultural e a riqueza de nossas tradições, estimulando o interesse e a apreciação do público por nossa cultura. Investir na valorização do prêmio é, portanto, investir no fortalecimento da produção artística e cultural, na formação de uma sociedade mais inclusiva e na preservação de nossa identidade cultural. É uma forma de reconhecer e mostrar a importância da cultura em nossa sociedade, bem como garantir que ela continue a se desenvolver e a ser apreciada por todos”, afirmou Belém.


Missão

De acordo com o organizador do evento, a missão do Prêmio Pirarazzi de Cultura é reconhecer e valorizar o talento, assim como a excelência artística e cultural, em todas as suas formas de expressão. "Por meio deste prêmio, o objetivo é fomentar a produção e difusão cultural, promovendo o acesso à cultura e fortalecendo a identidade cultural de uma comunidade ou sociedade", explica Elson de Belém.


Belém diz que o Prêmio Cultural também busca incentivar o desenvolvimento profissional e artístico dos premiados, proporcionando-lhes oportunidades de exposição e visibilidade, além de contribuir para o estabelecimento de redes de colaboração e troca de conhecimento entre artistas e profissionais da área cultural. "Através deste prêmio, procura-se também estimular a reflexão e o debate sobre questões culturais, sociais e históricas, gerando assim um impacto positivo na sociedade e colaborando para a construção de uma comunidade mais inclusiva, justa e criativa", destaca.


Visão

A visão do Prêmio Pirarazzi de Cultura, ressalta Elson de Belém, é reconhecer e celebrar o talento, a criatividade e a excelência nas diversas áreas artísticas e culturais. Segundo o organizado, o prêmio é uma forma de incentivar e valorizar o trabalho de artistas, produtores, curadores e demais profissionais do setor, seja no campo da música, dança, teatro, cinema, literatura, artes visuais. "E ser um patrocinador do Prêmio Pirarazzi de Cultura envolve investir financeiramente no desenvolvimento e promoção do evento, visando apoiar e incentivar artistas e ações culturais. O intuito de oferecer suporte financeiro para realização deste evento de reconhecimento artístico, que contribui com o fomento cultural da nossa cidade", convida.

Retorno


Votação

De acordo com a organização, a partir desta edição, haverá uma única votação de indicados pela comissão do evento. Posteriormente, será divulgado em lista com os nomes dos três mais votados, com a revelação dos vencedores, no dia do evento de entrega dos troféus.


homenageada desta edição é Odete Martins Teixeira (Mama África) - Foto: Divulgação

Sobre Odete Martins Teixeira (Mama África)

“Eu me defino como mulher negra, uma mulher realizada com tudo o que eu fiz e com tudo que eu faço. Estou muito de bem com a vida, desde quando eu nasci, muito feliz. Trabalhei... pra todos meus patrões. Todos eles pra mim foram ótimos patrões! Comecei com a família Curi. Comecei com a família da Itália. Comecei com uma família da Alemanha e deixei a minha história com todos esses fazendeiros, sitiantes e chacreiros. Todos me respeitaram. Todos me ajudaram. Tão todos falecidos. Todos mortos! Mas as almas benditas deles estão me protegendo aqui em vida enquanto eu viver. [....] Essa é a minha história, da Mãe África! Odete Martins Teixeira”, Dona Odete. Fonte: https://cursosextensao.usp.br/


Sobre Francisco Eduardo Bueno de Camargo

No início dos anos de 1970, Fran Camargo começou sua carreira de fotógrafo trabalhando no Jornal de Piracicaba, sendo o primeiro fotógrafo contratado para trabalhar em tempo integral para um jornal da cidade. O que foi marcante é que tinha apenas 15 anos de idade. Depois trabalhou como chefe do Laboratório de Cine – Foto – Som da Faculdade de Odontologia de Piracicaba – UNICAMP. Passou pelo jornal “O Diário”, trabalhou como freelancer, fotografou eventos sociais, empresas, esporte, polícia, etc. Também atuou no tênis de mesa por 25 anos, nas funções de técnico e coordenador das seleções brasileiras, tendo sido um dos grandes responsáveis pela evolução da modalidade no país. Fundou o Centro de Treinamento de Tênis de Mesa da Fran TT, no dia 21 de janeiro de 1997; localizado na Rua Joana D´Arc, 865, no Jardim Monumento, em Piracicaba, sendo uma referência para o tênis de mesa brasileiro, com clínicas e formação de atletas. Fonte: www.sonhosbr.com.br


Sobre o idealizador

Elson Ferreira Viana ou Elson de Belém (nome artístico), 58 anos, é natural de Belém do Pará, norte do Brasil. Ator, produtor cultural, colunista, radialista e contador de histórias (especialista em lendas Amazônicas). Desabrochou pela primeira vez no mundo artístico, despretensiosamente, aos 16 anos, quando participou das eliminatórias do processo seletivo de calouro, na Caravana do Programa do Chacrinha em Belém PA (1982). Não foi aprovado, mas recebeu como prêmio de consolação o troféu “Abacaxi”.


Iniciou no Teatro em 1988, na Cia GENTS`PA, no SESC Belém, com a peça “Tragédia numa caixa de brinquedos”, com o texto de Érico Veríssimo e direção de Carlos Alberto Viegas. Chegou em Piracicaba em 2012 com realização de diversos projetos, como participação em peças teatrais, programas de rádio e a idealização da Pirarazzi, junto a EB produções artísticas. Também promoveu a implantação da Coluna cultural publicada semanalmente pelo jornal A Tribuna Piracicabana. Em 2023, recebeu o Título de Cidadão Piracicabano por sua contribuição na fomentação e produção cultural da cidade.


SERVIÇO

Parceria cultural: Prefeitura de Piracicaba e Semac - Secretaria Municipal da Ação Cultural. Realização EB Produções Artísticas e Pirarazzi Entretenimento. Período de escolha (única votação): 22/01 a 10/02 (via cédula disponível no @ppcultoficial). Divulgação da lista dos 3 mais votados por segmento: 20/02. Evento de entrega dos troféus: 07/03/2024 (quarta-feira). Horário: das 20h às 22h. Local: Teatro Erotides de Campos, no Engenho Central. Entrada gratuita com reservas antecipadas pela Mega bilheteria (data a ser divulgada). Homenageada do ano: Odete Martins Teixeira (Mama África - cultura popular). Homenagem póstuma: Fran Camargo (fotógrafo). Atração artística: Grupo de Batuque de Umbigada 13 de Maio. Apresentação: Elson de Belém (idealizador e produtor). Mestre de cerimônia: Douglas Ambrosano Arruda (jornalista). Idealizador e produtor executivo: Elson de Belém.

Comments


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page