• O Canal da Lili

Orquestra Sinfônica de Piracicaba recebe jovem expoente do piano no sábado (26)


OSP completa 122 anos - Imagem: Rodrigo Alves

Classificado pela crítica especializada como um dos principais nomes do piano de sua geração, o paulistano Lucas Thomazinho, 27 anos, é o solista da OSP (Orquestra Sinfônica de Piracicaba) no concerto deste sábado (26), às 16h e 19h, no Teatro Municipal Dr. Losso Netto, em Piracicaba (SP). Sob regência do maestro emérito Jamil Maluf, o programa é dedicado aos 200 anos de nascimento do compositor belga César Franck.


A Temporada 2022 da OSP é realizada com recursos da Prefeitura de Piracicaba, por meio da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural), e tem o patrocínio prata da Caterpillar e Hyundai e o patrocínio bronze da CNH Industrial, via Lei de Incentivo à Cultura. São apoiadores a Empem, o Jornal de Piracicaba, a Revista Arraso e a Rádio Educativa FM.



Segundo o maestro Jamil Maluf, Franck é considerado um dos principais compositores franceses da segunda metade do século 19. “Ele renovou e ampliou as formas tradicionais, com a chamada forma cíclica, além de sintetizar o estilo de J.S.Bach e Beethoven”, contextualiza o maestro.


Antes de alcançar certo reconhecimento como compositor, o belga recebeu várias críticas negativas sobre o seu trabalho. “Embora a crítica de música parisiense o considerasse um bom pianista e improvisador, achava que, como compositor, ele deixava a desejar”, completa Jamil Maluf, sobre a biografia de Franck.


É o que acontece com uma das obras escolhidas pela OSP para o concerto de março: a "Sinfonia em Re menor". Hoje, é a peça mais popular de Franck, porém, foi classificada na estreia, em 1888, como "incompetência elevada à dogma" pelo compositor Charles Gounod. Após a primeira apresentação, no entanto, Franck afirmou: “arrisquei bastante; mas da próxima vez arriscarei ainda mais”.


Já as “Variações Sinfônicas para Piano e Orquestra”, que terá solo de Lucas Thomazinho, foram criadas entre outubro e dezembro de 1885. Ela foi descrita como "uma das obras mais completas e acabadas de Franck”.


Lucas Thomazinho - Imagem: Heloisa Bortz

O SOLISTA

Paulistano nascido em 1995, Thomazinho é filho de pianistas e, aos 9 anos, ganhou o primeiro concurso. Ele obteve o mestrado em Boston, no New England Conservatory. Venceu uma dezena de concursos nacionais e internacionais, em locais como Portugal, Miami e Alemanha. Atuou como solista de orquestras como a Sinfônica da Rádio e Televisão Espanhola, as sinfônicas Municipal de SP e do Estado de São Paulo (Osesp), Campinas e Porto Alegre, além da Experimental de Repertório e Filarmônica de MG.


O repórter especializado em música erudita, João Luiz Sampaio, o classificou como um dos mais promissores artistas do país, em rápida carreira de ascensão. Já o crítico musical Irineu Franco Perpetuo o definiu como sendo, talvez, o maior talento natural de sua geração.


Este é o segundo concerto de 2022 da OSP, que abriu oficialmente a temporada em 5 de fevereiro, quando o diretor artístico e regente titular, o maestro alemão Knut Andreas, regeu o conjunto sinfônico na Catedral de Santo Antonio, com obras para órgão de tubos e orquestra. A apresentação acontece na mesma semana em que o conjunto sinfônico completa 122 anos de trajetória artística, já que foi em 24 de março de 1900, que ocorreu a sua estreia, na Matriz de Santo Antonio, pelo maestro Lázaro Lozano (1871-1951).


SERVIÇO

Temporada 2022 da Orquestra Sinfônica de Piracicaba: sábado (26), às 16h e 19h, no Teatro Municipal Dr. Losso Netto, à avenida Independência, 277, no Centro de Piracicaba. Entrada gratuita. Na entrada do espetáculo, solicita-se a doação de 1 quilo de alimento não perecível, em prol do Fundo Social de Solidariedade. Mais informações: sinfonicadepiracicaba.sp.gov.br .



  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon