• O Canal da Lili

Nutrição: alimentos industrializados podem ser incluídos em dietas, diz especialista


Apesar de serem vistos como vilões, os industrializados podem ser consumidos com moderação - Imagem: Ilustrativa

Engana-se quem acha que os alimentos industrializados não podem ser incluídos na dieta. Apesar da má fama, alguns produtos como, por exemplo, o iogurte, queijo cottage, chocolate, o suco de uva integral e o pão integral podem sim ser boas opções para quem busca uma alimentação equilibrada.


De forma geral, um alimento industrializado é todo aquele que passa por algum tipo de processo industrial, recebendo ingredientes, aditivos químicos ou refino. Estão incluídos nesse grupo os pães, queijos, massas, e os enlatados (como frutas cristalizadas e atum ou sardinhas). Na outra ponta, estão os alimentos in natura (folhas, frutas, verduras, legumes, ovos, carnes e peixes), que são aqueles que não sofrem nenhum tipo de processo industrial.


“Os alimentos passam por processos industriais sobretudo para que obtenham mais durabilidade, para transporte, por exemplo; para maior aproveitamento de suas características nutricionais, ou ainda para manter um maior padrão de qualidade”, explica a nutricionista e professora do curso de Nutrição da Faculdade Anhanguera, Fernanda Maniero.



Por conta dos processos da indústria, os alimentos industrializados têm menor valor nutritivo. Como é necessário usar mais sódio e açúcar, além de outras substâncias nocivas à saúde para preparação e conservação desses alimentos, eles acabam contribuindo para o desenvolvimento de doenças como diabetes e colesterol, entre outras.


Mas os alimentos industrializados podem fazer parte de uma dieta, contanto que sejam consumidos com moderação. “Como tudo na vida, é preciso equilíbrio. Com a rotina cada vez mais corrida das pessoas, uma alimentação 100% saudável e livre de industrializados é praticamente impossível de ser realizada. Assim, os alimentos industrializados podem sim ser incluídos nas dietas. Para isso, o consumidor precisa ficar de olho no rótulo dos produtos: quanto menos substâncias nocivas à saúde, como sódio e açúcares, melhor é o alimento para a dieta e para a saúde de quem vai consumi-lo”, comenta a nutricionista.

  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon