top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Ministra Margareth Menezes diz que governo Lula prioriza cultura como investimento


A deputada Professora Bebel ao lado da ministra da Cultura, Margareth Menezes, durante audiência pública na Alesp - Imagem: Divulgação

A convite da deputada estadual Professora Bebel (PT), a ministra da Cultura, Margareth Menezes, esteve na última quinta-feira (10), em audiência pública na Alesp - Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, quando falou sobre as novas perspectivas para a cultura brasileira no governo Lula e garantiu que o presidente vê o setor como investimento e não como gasto. A audiência pública, que fez parte das atividades da Comissão de Educação e Cultura da Alesp, presidida pela própria deputada Professora Bebel, foi uma grande oportunidade para que artistas, intelectuais e deputados pudessem interagir com a ministra que tem um enorme desafio de retomar a cultura no País.



No seu pronunciamento, a ministra Margareth Menezes falou sobre a retomada da política cultural no país e destacou a importância da representação política para a transformação do Brasil, do diálogo e a postura democrática e republicana do presidente Lula, governando para todos os brasileiros, em sua diversidade, que é também a linha de trabalho do Ministério. Falou ainda da cultura como investimento e não como gasto, das leis de fomento Aldir Blanc (emergencial) e Paulo Gustavo, novas regras da lei Rouanet e sua importância para a concretização das políticas culturais. E o papel fundamental da mobilização popular para que a cultura seja acessível a todos e todas.


Para a deputada Professora Bebel, foi um grande evento e uma excelente oportunidade para que a sociedade paulista pudesse se interagir com a ministra. “Sem dúvida, foi uma manhã inspiradora, que mostrou que a cultura mobiliza, porque, como disse a ministra, a cultura não é propriedade de ninguém, mas pertence a todos nós. Fiquei imensamente feliz de ter tido a oportunidade de organizar e coordenar este evento”, destacou Bebel.

O auditório da Alesp ficou tomado por artistas, intelectuais e lideranças políticas, que foram participar da audiência com a ministra da Cultura - Imagem: Divulgação

Na audiência, representantes de entidades de Cultura como Bel Galvão, da Rede Estadual dos Pontos de Cultura; Mestre Alcides de Lima, do Fórum Permanente para as Culturas Populares e Tradicionais; Cassiane Tomilheiro, da FLIGSP - Fórum do litoral, interior e grande São Paulo, Well Darwin, do Fórum de Cinema do Interior. Todo evento foi acompanhado por dezenas de outras entidades culturais, diretores de culturas de municípios e representantes de entidades sindicais e populares.


A secretária estadual de Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, Marilia Marton, também participou da audiência, assim como os deputados estaduais Leci Brandão, Paula da Bancada Feminista, Simão Pedro, Beth Sahão, Eduardo Suplicy, Maurici e Paulo Fiorilo.


Durante a audiência também ocorreram apresentações musicais do Grupo Quarteto Fora de Contexto e de Jadir Bonacina, do Grupo MIstura Popular. Apresentou-se também o poeta popular Lucas Afonso, que recitou um potente poema que arrancou fortes aplausos dos presentes.


Commentaires


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page