top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Luiz Marinho anuncia fortalecimento do Ministério do Trabalho e prevê 2 milhões de novos empregos


O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, na última sexta-feira (4), em Piracicaba (SP), participou de entrevista coletiva à imprensa - Imagem: O Canal da Lili/Eliana Teixeira

A convite da deputada estadual Professora Bebe (PT), o ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, na última sexta-feira (4), cumpriu agenda extensa na cidade de Piracicaba (SP) e em entrevista coletiva à imprensa, prometeu o fortalecimento do Ministério do Trabalho, com a abertura de concurso para a contratação de novos auditores fiscais para atuarem nas gerências, como a de Piracicaba, assim como disse acreditar que o País irá gerar dois milhões de novos empregos neste ano.






A agenda do ministro Luiz Marinho consistiu em visita á Montadora Hyundai, à Associação Comercial e Industrial de Piracicaba (Acipi), onde foi recebido pelo vice-presidente da entidade, Luiz Carlos Furtuoso, que estava acompanhado de diretores, visita a Tools Digital Services. Também teve encontro com o movimento sindical de Piracicaba e região, foi recebido pela diretoria do Simespi, além de ter encontro com educadores e participou de plenária no Teatro São José, com lideranças políticas e religiosas, movimentos sociais, juventude e cultural, que estava lotado.


Imagem: Divulgação

Durante a coletiva à imprensa, ao lado da deputada Professora Bebel, do ex-prefeito José Machado e das vereadoras Rai de Almeida (PT), Silvia Morales (PV), e Silvia Forato de Camargo, da cidade de Amparo, o ministro disse que com o governo federal do presidente Lula colocando a economia em ordem e restabelecendo as relações internacionais, o Brasil, que no primeiro semestre deste ano gerou pouco mais de um milhão de novos empregos deverá fechr o ano com dois milhões de novos empregos. “Só não geramos mais em função da alta taxa de juros praticados pelo Banco Central, que finalmente, começou a reduzir a taxa Selic”, criticou.


O governo do presidente Lula, como disse o ministro, aposta em ampliar as exportações brasileiras no exterior, mas industrializado, para que seja agregado valor e gerado novos empregos no País.


Imagem: Divulgação

O ministro falou sobre os investimentos e parcerias, como a que está em andamento com a mmMicrosoft, para a formação de mão de obra qualificada que irá atender as demandas desses segmentos. Também falou sobre a reforma tributária que irá contribuir para o desenvolvimento do Brasil, gerando também mais empregos e consequentemente diminuindo a fome no país. O ministro ressaltou também a importância de se garantir no país empregos com qualidade, que valorize e respeite o trabalhador.


Imagem: Divulgação

No encontro com mais de 150 lideranças sindicais de Piracicaba e região, no auditório da Receita Federal, que ficou lotado, o ministro recebeu do presidente do Instituto Conespi, Wagner da Silveira, o Juca dos Metalúrgicos, documento em que é solicitado o reestabelecimento da Gerência do Ministério do Trabalho em Piracicaba, para que esteja fortalecida e preparada para contribuir com o movimento dos sindicatos do município e da região.


O objetivo é garantir o respeito aos direitos dos trabalhadores, assim como que o governo brasileiro passe a ser signatário da Convenção nº 151, da OIT, aprovada em 1978, que garante o direito de sindicalização e relações de trabalho na administração pública, assegurando o direito à liberdade sindical e negociação coletiva dos servidores públicos, além da regulamentação da contribuição aos sindicatos a todos os trabalhadores no sentido de assegurar o seu custeio, para que possam exercer na sua plenitude o trabalho em prol das suas respectivas categorias.


Imagem: Divulgação

Segundo o ministro, o reestabelecimento da contribuição está sendo debatido em uma comissão criada pelo governo federal que envolve tanto os trabalhadores como o setor patronal. “Temos que ter consenso”, disse.

Commentaires


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page