top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Legião da Boa Vontade trabalha o fortalecimento da cidadania e o cuidado com os idosos


Entidade cumpre papel vital na conquista e na melhoria da qualidade de vida dos idosos - Foto: Divulgação

O envelhecimento é um processo natural em que os anos passam a ser recheados de histórias e muitos aprendizados. Além da sabedoria simbolizada pelos cabelos brancos, essa fase é uma oportunidade de adquirir conhecimentos, de ter vivências inusitadas e realizar atividades que agregam boas experiências à jornada de cada pessoa.


Reconhecendo a importância das pessoas idosas e valorizando suas histórias de vida, a LBV - Legião da Boa Vontade empreende esforços para que elas experimentem a terceira idade de forma plena, com saúde e alegria. Em suas unidades, a entidade zela pelo bem-estar de seus atendidos, preservando sua dignidade, minimizando os fatores de risco típicos dessa fase da existência e também oferecendo orientação às famílias sobre o cuidado com seus entes queridos e consigo mesmos.



Tempo de aprender

Segundo a psicóloga clínica e especialista em avaliação neuropsicológica, com mestrado em Gerontologia Biomédica pela Escola de Medicina — Instituto de Geriatria e Gerontologia (PUC-RS), dra. Francelise de Freitas, a pessoa idosa normalmente tem uma redução da atenção, da memória e até uma pequena desorientação espacial. "Ao aprender algo novo ela ‘desenferruja’ o cérebro, pois o coloca para funcionar”, afirma.


Daí a relevância do contínuo processo de aprendizado. Aliás, um grande aliado do envelhecimento saudável é o acesso à cultura. Para a profissional, a arte tem um efeito significativo na mente do idoso. “Você está estimulando a cognição e o cérebro, que é um músculo. Então, tem muito a ver com a parte cognitiva e emocional, está tudo no mesmo pacote”, enfatiza a especialista.


Vínculos sólidos

Segundo Joslaine Santos, assistente social da LBV, os idosos precisam ter atividades e ações afirmativas para que consigam envelhecer de uma forma ativa, saudável e humanizada. Ela diz que é necessário cultivar a paciência e promover o diálogo e a solidariedade entre semelhantes. “O contato com a arte traz a questão terapêutica e algumas reflexões da própria vida deles. Eles vão construindo laços e fortalecendo vínculos”, enfatiza.


Integrados na sociedade

Assim, se reforça o sentimento de pertencimento dos usuários, fazendo com que se sintam incluídos na sociedade. Nesse sentido, a entidade cumpre papel vital na conquista e na melhoria da qualidade de vida dos idosos, evidenciando o seu valor na sociedade e oferecendo-lhes um ambiente onde possam se sentir valorizados e cuidados.


Nesse contexto, o serviço Vida Plena é voltado para idosos e incentiva a convivência, o fortalecimento de vínculos e o diálogo, justamente para que esse período seja vivenciado de forma ampla e irrestrita. “Na LBV mostram que pode ter qualidade de vida na melhor idade, isso aqui é maravilhoso. A LBV é um lugar que você se sente acolhido, porque é abraçado. Lá fora nos veem como velhos, aqui tu te sentes uma pessoa muito importante”, revela Silvarina da Silva, de 60 anos, atendida pela entidade.


A arte de envelhecer

Nesse mês em que se comemoram o Dia Internacional da Pessoa Idosa e o Dia da Música em 1º de outubro, a Legião da Boa Vontade agradece aos seus doadores e voluntários por contribuírem para um envelhecimento digno, saudável e de qualidade a milhares de idosos atendidos pela Instituição no Brasil. Saiba mais em www.lbv.org.





Comments


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page