• O Canal da Lili

Hospital Unimed Piracicaba aplica nova tecnologia em cirurgia de coluna


Paulo Remondi é ortopedista e cirurgião de coluna da Unimed Piracicaba - Imagem: Filipe Paes/Studio47

Texto: Juliano Fantazia/Unimed Piracicaba


Mais um procedimento inédito marca os dez anos do Hospital Unimed Piracicaba, que realizou cirurgia endoscópica de coluna em um jogador de futebol do elenco do XV de Novembro. Com tecnologia avançada e minimamente invasivo, o procedimento proporciona ao paciente recuperação rápida e com menos dor que o tradicional. “Apesar de já existir há algum tempo, a técnica tem ganhado força no País nos últimos anos com a especialização de cirurgiões, além do conforto para o paciente por conta da segurança e rapidez na recuperação”, disse Paulo Remondi, ortopedista e cirurgião de coluna da Unimed Piracicaba, que encabeça o método na unidade médica.


De acordo com ele, para realização da cirurgia, utiliza-se apenas um pequeno sistema tubular ou microincisões, auxiliado por um endoscópio para visualização. Mesmo antes de fazer parte do rol de procedimentos da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), a Unimed Piracicaba já disponibilizava o método para beneficiários da cidade e região. “Essa nova técnica preserva a mobilidade normal da coluna, já que não são utilizados parafusos e hastes. O procedimento é feito por meio de microincisão na pele — cerca de sete milímetros a um centímetro. Neste corte, inserimos o endoscópio para a cirurgia”.


A cirurgia é indicada para todos os casos de patologias compressivas da coluna, principalmente para hérnia de disco, que causa dor. Também na realização de biópsias de tumores na coluna e tratamento cirúrgico de infecções. “Em geral, a cirurgia é feita com anestesia local e leve sedação. Com mãos experientes, é finalizada em menos de uma hora e o paciente recebe alta no mesmo dia, saindo caminhando normalmente”, garantiu.


A técnica cirúrgica, conhecida pela sigla MISS (Minimally Invasive Spine Surgery), ou cirurgia minimamente invasiva da coluna oferece diversos benefícios. Além de pequena incisão, a recuperação do paciente é imediata; ocorre pouca ou nenhuma perda de sangue; há redução de analgésicos; preservação da mobilidade da coluna vertebral; nenhuma remoção de músculo ou osso.


VIDA REAL

O ex-goleiro do Alvinegro, Everton Fernandes, de 32 anos, passou recentemente pelo procedimento no Hospital Unimed Piracicaba devido a uma hérnia de disco extrusa na região lombar. “Sempre senti fortes dores na coluna, por isso recorri ao método, além da recuperação rápida. No dia seguinte, retomei a rotina de treinos sem dores nem danos à coluna”.


Pacientes cada vez mais jovens estão procurando atendimento médico com queixas de dores na coluna. Os principais motivos para essa crescente demanda vêm de questões genéticas, mas também do estilo de vida. “Hoje, pessoas na faixa dos 20 anos reclamam de problemas na coluna que há até uma década eram comuns somente em maiores de 50”, finalizou Remondi.




Foto: Filipe Paes/Studio47

  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon