• O Canal da Lili

Especialista recomenda fitoterápicos para aliviar a pressão durante prova do Enem


Esses remédios são formulados exclusivamente de matéria-prima ativa vegetal e são regulamentados pela Anvisa - Imagem: Divulgação

É esperado que os estudantes, prestes a encarar mais de quatro horas de prova, estejam com a ansiedade nas alturas e com os nervos à flor da pele. Muitos candidatos do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) encaram o momento como algo decisivo para suas vidas e, para controlar as emoções e aumentar a concentração, recorrem a calmantes naturais.


De acordo com o coordenador do curso de Farmácia da Faculdade Anhanguera, professor Everton Tadeu Prado, a principal dica para equilibrar impulsos emocionais é ter um sono adequado ou fazer exercícios para equilibrar o nível de cortisol no corpo, considerado um hormônio regulador do estresse. Outra opção é a utilização de medicamentos fitoterápicos, com uso equilibrado.


Esses remédios são formulados exclusivamente de matéria-prima ativa vegetal e são regulamentados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), com eficácia comprovada por evidências clínicas. "Com acompanhamento médico e farmacêutico, o uso desses produtos fitoterápicos pode trazer serenidade e aliviar a pressão antes de provas importantes, como o Enem", afirma o docente.


Algumas receitas com plantas medicinais também são úteis para tranquilizar os ânimos, como é o caso da Passiflora incarnata, um calmante natural conhecido como flor-do-maracujá ou flor-da-paixão. "Suas propriedades sedativas ajudam a controlar a ansiedade, a dificuldade de concentração e a favorecer o sono", explica.


Outra opção apresentada pelo docente é a valeriana. O chá caseiro com sua raiz tem ação que alivia a agitação, a insônia e até mesmo fobias. O especialista alerta que não é aconselhável fazer misturas com bebidas alcoólicas ou outras plantas semelhantes, pois seu efeito pode ser intensificado e gerar sonolência.


"Os candidatos ou qualquer pessoa que procura se acalmar podem recorrer à camomila, que beneficia o sistema digestivo e nervoso e proporciona a sensação de harmonia, ou às folhas de tília, que auxiliam na ansiedade", exemplifica. "É válido lembrar que ingerir muito chá sem orientação médica e farmacêutica pode causar efeitos colaterais, como por exemplo, ativar o sistema diurético. Por isso, é importante fazer o uso racional", afirma Prado.


O professor pontua que a automedicação não é recomendada em qualquer circunstância. "O estudante consegue comprar medicamentos fitoterápicos em farmácias ou então fazer bebidas com plantas medicinais, porém, é importante sempre buscar a orientação do profissional habilitado", enfatiza.


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon