top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Especialista alerta à necessidade de realizar check up antes de iniciar uma atividade física


O início da malhação deve proceder a uma avaliação médica - Imagem: Pexels

Muita gente logo que se matricula numa academia vai direto às compras para montar um look legal para a atividade física, muda a rotina para poder ir aos treinos e até mesmo investe em suplementos alimentares, mas se esquece de algo mais importante do que tudo isso: o check up médico. Dois casos recentes ocorridos em Goiás há menos de um ano, em que uma adolescente de 17 anos e uma mulher de 37 anos passaram mal durante o treino na academia e depois morreram, chamam atenção para que toda prática de atividade física, embora essencial para saúde, deve ser iniciada somente após uma avaliação médica.





Segundo o cardiologista e eletrofisiologista Vinicius Marques Rodrigues, especialista que atende no Órion Complex, em Goiânia, passar por um check up médico, antes de começar a malhação é simples e pode, literalmente, salvar sua vida. Ele explica que essa avaliação médica é composta por exames simples, mas que podem detectar algum problema silencioso. “Há muitas doenças que são assintomáticas, ou seja, não manifestam sintomas. Por isso muitas pessoas podem ter problemas cardiológicos sérios e não sabem. Daí a necessidade do check up. Através de exames simples como o da esteira, que é um teste ergométrico, e um ecocardiograma, é possível identificar alguma anormalidade. Sendo necessário, outros exames podem ser solicitados outros exames como de sangue, por exemplo”, esclarece o especialista, ao dizer também que essa avaliação prévia é importante também para aquelas atividades físicas que serão feitas fora do ambiente de academia.


Os casos recentes que levaram duas pessoas jovens à morte após sofrerem um mal súbito enquanto estavam na academia ocorreram em Anápolis, em abril deste ano, e em Goiânia, em novembro do ano passado. Segundo o cardiologista, as mortes súbitas em pessoas jovens não chegam a ser casos isolados. Ele explica que a partir dos 40 anos, algumas coronariopatias são mais frequentes e podem provocar infarto e morte súbita. Porém, esse problema pode ocorrer em pessoas abaixo dos 40 anos. Mas em ambas as situações, podem ser facilmente evitáveis com a realização de exames de rotina simples. “Uma avaliação cardiológica é importante justamente para evitar essas mortes prematuras”, salienta.


Precaução

De acordo com o médico, no check-up médico são avaliados diversos aspectos de acordo com as condições físicas, idade, histórico e sexo do paciente. “Ao tomar esta precaução, a pessoa evita, por exemplo, lesionar músculos e forçar ossos, o que pode levar a grandes problemas de mobilidade no futuro”, detalha o especialista.


Conforme Vinicius Marques Rodrigues, o objetivo da avaliação médica antes de se começar uma atividade física regularmente não é, de forma alguma, impedir com que a pessoa não faça atividade física, mas sim que a faça dentro de toda a segurança. “Com a orientação médica adequada, o novo atleta poderá se exercitar de forma correta, de acordo com suas limitações, necessidades e usufruir tranquilamente dos benefícios que a atividade física sempre traz para a saúde”, orienta.


Exercícios seguros

Questionado se há exercícios seguros para quem tem problemas cardíacos, como a arritmias, o cardiologista que atende no Órion Complex, explica que a maioria dos casos de arritmia são benignos e, quando malignas, após uma avaliação médica é possível indicar o que é possível fazer em termos de atividade física. “Depende do tipo de arritmia e da manifestação dessa arritmia durante o esforço físico. Se tem medicamentos ou se é indicado um procedimento invasivo. O importante é enfatizar que na maioria dos casos há tratamento seguro para este problema”, completa.


Conforme o cardiologista, com a devida orientação, as vantagens da prática da atividade física ainda são maiores que as desvantagens. “A prática regular de exercícios ajuda a controlar bem o colesterol, a pressão arterial e a glicose. Portanto, não só as doenças cardíacas, mas muitos outros males como doenças pulmonares, ósseas entre outras são evitáveis com a prática regular de atividade física e com a devida orientação para cada perfil de pessoa”, conclui.


Saiba quais exames são essenciais para se fazer antes de iniciar a malhação


Perimetria e antropometria - exame que mede as circunferências dos membros, como cintura, abdômen e quadril. Ocorre que, a desproporção dessas medidas pode interferir na qualidade do treino físico da pessoa.


Teste Ergométrico - É uma exame de esforço que visa analisar a aptidão cardiorrespiratória, a pressão arterial e o ritmo cardíaco em busca de possíveis cardiopatias, bem como avaliar o desempenho do coração sob pressão.


Glicemia em jejum - É um exame que mede quanto açúcar há no sangue. Dependendo do nível, ele pode indicar hiperglicemia (quando há muito açúcar no sangue) ou hipoglicemia (quando o nível de açúcar no sangue está abaixo do normal). Este indicador aponta para uma doença muito comum em nosso país: o diabetes.


Colesterol total e frações - este exame de sangue avalia a quantidade de colesterol no organismo e outros tipos de gorduras, como o triglicérides.


T3, T4 livre e TSH - também por meio da coleta de sangue, esse exame verifica a saúde da tireoide. Pessoas que apresentam hipotireoidismo, baixa produção do hormônio, são mais sensíveis a atividades físicas, pois sofrem de dores articulares e musculares.


Eletrocardiograma (ECG) e ecocardiograma - o eletrocardiograma, por meio da análise de frequência e ritmos cardíacos, identifica doenças congênitas, que podem se manifestar com o corpo sob estresse. Por sua vez, o ecocardiograma é um ultrassom do coração que avalia o funcionamento e condições das válvulas e câmaras cardíacas, mostrando com detalhes, o funcionamento do órgão.

Bình luận


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page