top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Ensino médio: deputada Bebel ratifica defesa para atender interesses dos filhos dos trabalhadores


Audiência realizada na Alesp reuniu educadores, estudantes e pais de alunos, que querem a revogação do novo ensino médio - Imagem: Divulgação

Em audiência pública na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), na última quinta-feira (16), a presidenta da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), a deputada estadual Professora Bebel ratificou a defesa de um “ensino médio que atenda aos interesses dos filhos da classe trabalhadora”. Na audiência, realizada no auditório Paulo Kobayashi, da Alesp, que foi tomado por educadores, estudantes e pais de alunos, a deputada, Bebel destacou que “foi um importante momento de reflexão e debate sobre a necessidade de revogação da reforma do ensino médio e da BNCC ( Base Nacional Comum Curricular) impostos pelos governos dos presidentes Michel Temer e Jair Bolsonaro, em 2016 e 2019”.



A audiência contou com as participações do deputado estadual Eduardo Suplicy; de Heleno Araújo, presidente da CNTE; de Roberto Leão, vice-presidente da Internacional da Educação, e de Maria Isabel Almeida, professora da Faculdade de Educação da USP. Participaram ainda João Palma, professor aposentado da UNESP; Juiia Kpof, da UNE; vereador de São Paulo, Hélio Fernandes; vereadora Filippa Bruneli, de Araraquara, que situaram os problemas do ensino médio, a revogação da reforma e as perspectivas de superação de seus desafios.


A audiência também contou com a participação de representantes da UNE, UPES, APEOESP, AFUSE, APASE, CPP, Fórum Estadual de Educação, Liga do Professorado Católico, FETE, CUT Nacional e CUT Estadual, CTB, CENPEC, SINTEPS, UNAS, CMP, MAB, Fórum Municipal de Educação de São Paulo, além de diversos professores e supervisores de ensino. “Todos, indistintamente, destacaram em suas falas o caráter excludente e elitista dessa reforma, que precariza o ensino e dificulta sobremaneira o acesso das filhas e filhos da classe trabalhadora a uma formação rica e capaz de atender a um projeto de nação inclusivo e próspero”, enfatiza Bebel.


Para a parlamentar e presidenta da Apeoesp, “ouvir o coro dos estudantes e a sua vibração é um combustível importante para qualquer educador. Para mim, mais ainda, trabalhar em prol deles, que tantas esperanças têm de um futuro melhor, é uma das razões que me fazem lutar todos os dias por uma educação melhor! Creio que saímos mais unidos e fortalecidos para enfrentar a luta para revogar esse velho "novo" ensino médio e por uma educação que realmente atenda os interesses dos filhos e filhas da classe trabalhadora”, falou Bebel.


Kommentare


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page