• O Canal da Lili

Diretores negros: Festival Tela Preta tem inscrições abertas até 15/02 em Piracicaba (SP)


Wellington Camargo é um dos curadores do Festival tela Preta - Imagem: Divulgação

Estão abertas atá 15/02 as inscrições para o Festival Tela Preta, mostra de cinema voltada à exibição e discussão do cinema contemporâneo brasileiro e realizado por diretores negros. O projeto foi contemplado com a Lei Emergencial Aldir Blanc e tem a parceria da Prefeitura de Piracicaba (SP), por meio da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural), da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.


O festival Tela preta é uma mostra de cinema (curta-metragens) não competitivo presencial e gratuito, voltado à exibição e discussão do cinema contemporâneo brasileiro e realizado por diretores negros. O principal foco do festival é a construção de um imaginário acerca das subjetividades e vivências negras no Brasil. Para contemplar a diversidade de narrativas e a interseccionalidade de identidades, o festival tem por objetivo exibir filmes que abordam a temática feminina, infantil e LGBTQIA+.



O vídeo deverá ser enviado com a ficha de inscrição, em forma de link, na plataforma YouTube, em modo privado, na resolução mínima FULL HD 1920x1080, 3.3, ter duração máxima de 25 minutos, ser dirigido por pessoas negras; os filmes não falados na língua portuguesa devem ter legendas em português e as produções deverão ter sido realizadas do ano de 2017 em diante. Cada profissional poderá inscrever quantos curtas quiser, porém só poderá ser selecionado um curta por proponente. Um mesmo curta-metragem não poderá ter duas inscrições realizadas, sendo considerada a última, válida.


Beatriz Ferraz é curadora do festival - Imagem: Divulgação

Com curadoria de Beatriz Ferraz e Wellington Camargo, serão sete curtas selecionados e cada um deles receberá um cachê de R$ 300,00. A exibição presencial será no dia 11/03, no Espaço Cultural Guarantã, em Piracicaba. “O audiovisual vai muito além da catarse, do entretenimento, da informação. O cinema tem o poder de educar, conscientizar, sensibilizar, fazer refletir, reavaliar conceitos e reorganizar estruturas. Este processo é lento, porém, profundo. Por meio de filmes diversos, é possível aprender sobre variadas culturas e também sobre aquilo que existe de mais subjacente na alma humana”, explica Camargo.


CURADORES

Wellington Camargo é produtor cultural e ator e atua há mais de 10 anos em Piracicaba. Beatriz Ferraz é jornalista. Desde 2018, trabalha em Piracicaba com produção cultural. Fez parte da produção do Creative Film Finance Forum (Piracicaba- SP, 2020) e do 3º Ambiente de Mercado no 52º Festival de Cinema de Brasília (2019).


SERVIÇO

Festival Tela Preta: informações e inscrições pelo linktr.ee/festivaltelapreta até 15/02. Projeto contemplado com a Lei Emergencial Aldir Blanc, em parceria com a Prefeitura de Piracicaba, Semac, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon