top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Deputada Professora Bebel quer impedir extinção de varas da Justiça do Trabalho


A deputada Bebel e os diretores do sindicato dos trabalhadores da Justiça do Trabalho - Imagem: Divulgação

A deputada estadual Professora Bebel (PT), também presidenta da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), irá solicitar uma audiência pública na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), trabalhar junto aos demais deputados e obter os apoios necessários para barrar a extinção de varas da Justiça do Trabalho. A proposta de extinção de varas do trabalho está contida na Resolução 296 do CSTJ (Conselho Superior do Tribunal de Justiça do Trabalho) e Bebel diz que o desmonte afeta diretamente os direitos dos trabalhadores.


O compromisso de trabalhar contra a redução de varas do trabalho a parlamentar assumiu nessa segunda-feira (16), em visita ao Sindiquinze (Sindicato dos Servidores Públicos Federais da Justiça do Trabalho da 15° Região), em Campinas (SP), onde foi recebida pelo presidente da entidade, Ivan Bagini, e por Ana Bonardo. De acordo com a deputada Bebel, um dos serviços públicos que vem sendo muito atacado é o da Justiça do Trabalho, principalmente a partir de 2018, com a eleição de Jair Bolsonaro, onde foram impostas as pautas neoliberais.



A principal queixa da categoria é com relação à extinção de varas do trabalho, que estão na resolução 296 do CSTJ , que dispõe sobre a padronização da estrutura organizacional e de pessoal e sobre a distribuição da força de trabalho, recomendando aos TRTs a extinção de Varas do Trabalho.


Na visita, Bebel conheceu o painel de fotos que conta a história de luta dos profissionais da Justiça do Trabalho e dos trabalhadores em geral. “Foi um encontro em que coloquei o meu mandato popular na Alesp à disposição da luta dos trabalhadores da Justiça do Trabalho”, completa.


Comments


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page