top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Deputada Professora Bebel promoverá audiência pública sobre o novo ensino médio, na Alesp


A deputada Professora Bebel quer a revogação do novo ensino médio imposta por Temer e Bolsonaro - Imagem: Divulgação

A presidenta da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), a deputada estadual Professora Bebel (PT), promove audiência pública na próxima quinta-feira (16), às 14h, no auditório Paulo Kobayashi da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). "Vamos debater com estudantes, profissionais da educação e a sociedade um ensino médio que atenda os interesses dos filhos e filhas da classe trabalhadora”, ressalta. Nesta semana, o MEC (Ministério da Educação e Cultura) instituiu consulta pública sobre o novo ensino médio. A portaria sobre essa consulta pode ser acessada pelo link: http://bit.ly/3T03KBL





Com esta finalidade, nos dias 17, 18 e 19 de março, a presidenta da Apeoesp participará em Brasília da plenária intercongressual da CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação). “Um dos pontos centrais é a questão do ensino médio”, destaca.


Bebel conta que a Apeoesp e o seu mandato popular na Alesp vêm lutando intensivamente pela revogação da reforma do ensino médio imposta pelo governo de Michel Temer, que rebaixou o currículo do ensino médio e a forma dos nossos estudantes. “A drástica redução da carga horária das disciplinas da Formação Geral Básica (Português, Matemática, História, Geografia, Artes, Ciências, Sociologia) a partir do segundo ano e a criação de “itinerários formativos” precarização a formação dos jovens, não os preparam para a continuidade dos estudos, para o mundo do trabalho e nem para o exercício da cidadania e ampliam a grande distância que existe entre as escolas públicas e as boas escolas privadas", argumenta.


A deputada Bebel também informa que teve oportunidade, nesta semana, de dialogar com o presidente Lula sobre o ensino médio na audiência que teve no Palácio do Planalto. “Já havia encaminhado nosso posicionamento em ofícios endereçados ao Presidente da República, ao Ministro da Educação e a outros integrantes do governo", afirma. Ela também encaminhou em janeiro último ao governo as deliberações do Conselho de Representantes da Apeoesp de dezembro, entre as quais a revogação da reforma do ensino médio era um dos pontos em destaque.


A deputada Bebel considera um avanço que se estabeleça esse processo de consulta pelo MEC, mas deixa claro que “seguiremos com nosso posicionamento pela revogação total da legislação do ensino médio imposta por Temer e Bolsonaro, incluindo a revogação da Base Nacional Comum Curricular”.


Comments


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page