top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Deputada Bebel apela ao governador contra municipalização de escolas em Piracicaba (SP)


O apelo está sendo feito em documento que tramita na Alesp - Imagem: Arquivo/Divulgação

A presidenta da Apeoesp - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo, a deputada estadual Professora Bebel (PT), está apelando ao governador do Estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas, para que interceda junto ao secretário estadual da Educação, Renato Feder, não aceitando a municipalização, em Piracicaba (SP), das escolas estadual Honorato Faustino, Afonso José Fioravante, Prof.ª Jaçanã Altair Pereira Gerrini, Comendador Mario Dedini, Prof.ª Mirandolina de Almeida Canto, Morais Barros, Samuel de Castro Neves e Alcides Guidotti Zagatto.


O apelo está sendo feito em documento que tramita na Alesp - Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. A Apeoesp é historicamente contrária à municipalização do ensino e estará promovendo uma reunião ampliada com a comunidade escolar e os profissionais destas escolas para ampliar a discussão e estabelecer uma ação conjunta visando assegurar que prevaleça a opinião dos envolvidos nesta decisão.



No documento, a deputada Professora Bebel informa o governador que nestas oito escolas estudam mais de 2.500 alunos e há uma especial confiança da comunidade escolar na educação pública oferecida, que são referência de ensino no município de Piracicaba. “Não à toa! A Escola Estadual Honorato Faustino, por exemplo, ficou entre as 100 melhores do País, alcançando a nota 8.8 no IDEB no ano de 2021, ou seja, prova inquestionável do seu bom funcionamento e de ensino de qualidade, sendo referência na cidade”, disse.


Bebel destaca ainda que a intenção do governo municipal de municipalizar estas escolas não tem encontrado respaldo tanto junto aos pais como na comunidade escolar, visto que está se dando sem nenhuma discussão com os maiores interessados e que serão afetados diretamente por essa municipalização. “Falo em nome dos alunos, professores, muitos da categoria O, diretores, enfim, de toda comunidade escolar. O fato é que essa proposta de municipalização tem gerado transtornos e repúdio por parte da população piracicabana que deposita esperança em Vossa Senhoria para impedir que estas escolas deixem de serem estaduais no município de Piracicaba”, apela.


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page