• O Canal da Lili

COT será transformadaem unidade exclusiva para Pacientes de Covid-19, a partir de quarta (24)


COT será convertida em unidade de atendimento de Covid-19 - Crédito: Prefeitura/CCS

A COT (Central de Ortopedia e Traumatologia) de Piracicaba será transformada, temporariamente, em unidade exclusiva para atendimento de pacientes da Covid-19. A estrutura vai oferecer 25 leitos ambulatoriais e deve começar a atender com esse objetivo nesta quarta-feira (24), ou assim que as adequações estiverem concluídas. O local, que fica na rua Luiz de Camões, 3.000, na Vila Monteiro, será porta aberta 24 horas e deverá ser procurado por aqueles que apresentarem sintomas da doença.


A UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Piracicamirim passa a ser porta fechada, assim como a UPA Vila Rezende, que também atende exclusivamente pacientes de Covid-. Essas duas unidades não devem ser procuradas para primeiro atendimento. Na COT, os pacientes passarão por avaliação médica e, os casos que necessitarem, serão transportados pelo Samu até essas duas UPAs, que oferecem leitos de suporte ventilatório.


Essa é mais uma ação da Prefeitura de Piracicaba para garantir atendimento aos pacientes durante o agravamento da pandemia da Covid-19. O anúncio foi feito pelo prefeito Luciano Almeida, no domingo (21), visando garantir os atendimentos até que a ampliação de leitos para Covid anexos à UPA Piracicamirim seja concluída. "Esta nova estratégia visa dar uma certa tranquilidade, para que a nossa rede pública de Saúde possa dar melhor qualidade no atendimento. Estimamos que a conversão da COT para o atendimento Covid-19 perdure por cerca de 30 ou 40 dias, não deixando ninguém na fila à espera por atendimento em Piracicaba", disse o prefeito.


A partir desta quarta-feira, os atendimentos de ortopedia e traumatologia serão realizados na UPA Vila Cristina, que fica na rua Dona Anésia, 950, no bairro Jaraguá. No domingo, o prefeito Luciano Almeida percorreu todas as UPAs e a COT. Ele esteve acompanhado pelo secretário de Saúde, Filemon Silvano, e pela médica Flávia de Sá Molina, coordenadora do setor de urgência e emergência da Prefeitura. A medida teve o objetivo de verificar in loco os índices de ocupação e planejar maneiras de ampliar a estrutura de apoio aos projetos de enfrentamento à Covid-19.


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon