top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Conscientização: campanha pela alimentação saudável nas escolas lança cinco mini documentários


Iniciativa do Idec faz parte da segunda fase da campanha “Comer bem na escola: uma lição pra vida toda” - Imagem: Divulgação

Com o objetivo de conscientizar professores, educadores e familiares e estudantes de escolas públicas e privadas sobre a importância da qualidade dos alimentos que são oferecidos às crianças no ambiente escolar, o Idec - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, juntamente com a ACT Promoção da Saúde, o Instituto Desiderata e a FIAN Brasil, deram início à segunda fase da campanha “Comer bem na escola: uma lição pra vida toda”.



Assinada pela agência Repense, a campanha conta com um novo filme para a TV, além de cinco mini documentários, que serão veiculados em redes sociais, apresentando histórias positivas e inspiradoras de escolas que conseguiram incorporar iniciativas e políticas para promover a alimentação saudável. Confira aqui o primeiro mini documentário da série.



A ação visa conscientizar a população para um problema grave: o aumento do consumo de produtos alimentícios ultraprocessados por crianças e adolescentes. Conforme indicado no estudo "Mortes prematuras atribuídas ao consumo de ultraprocessados no Brasil," conduzido por pesquisadores do Nupens/USP - Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo, Fiocruz - Fundação Oswaldo Cruz, Unifesp - Universidade Federal de São Paulo e Universidade de Santiago do Chile, o número de óbitos associados a esses produtos chega a aproximadamente 57 mil por ano.


Considerando esse cenário, as instituições e a Repense optaram por utilizar o ambiente escolar como cenário central da campanha, uma vez que as crianças e os adolescentes passam a maior parte do seu dia a dia nesse contexto. Além disso, as escolas envolvem muitas pessoas, todas elas potenciais agentes de mudança, incluindo gestores públicos, familiares, educadores e todos os membros da comunidade escolar, desde os porteiros até as merendeiras.


"A infância e a adolescência são um período extremamente importante para o desenvolvimento do ser humano e para a construção de hábitos para a vida toda. Por isso, é essencial ampliar o debate sobre as políticas públicas para a alimentação saudável no ambiente escolar e a necessidade de regulamentação do que é oferecido e vendido às crianças e adolescentes nesses espaços, tanto na rede pública como nas instituições privadas", afirma Giorgia Russo, consultora técnica do Idec.


Foi pensando nisso que, além de um filme conscientizador de 30” para a TV aberta e fechada, a campanha apresenta cinco mini documentários para veiculação em redes sociais abordando experiências de sucesso em diversos lugares do país. Os filmes estão centrados nos seguintes temas: hortas nas escolas; educação alimentar nutricional; refeitórios, com foco no PNAE - Programa Nacional de Alimentação Escolar e na agricultura familiar; restrição à venda de ultraprocessados; e restrição da publicidade no ambiente escolar.


“Mais que uma campanha, é um movimento em prol da alimentação saudável como forma de aprendizado no ambiente escolar. Nesta fase estamos mostrando diferentes histórias e casos de sucesso relacionados ao assunto em diferentes lugares do Brasil. A temática é das mais importantes e muito cheia de aprendizados para todos nós”, comenta Daniel Chagas, head de criação da Repense.


Assim como na primeira fase da campanha, os interessados no tema podem acessar o site “Comer Bem na Escola” e demonstrar seu apoio por meio de um “mapa de likes”. Além disso, é possível acessar mais conteúdos sobre o tema e se cadastrar para ficar por dentro de todas as novidades.

Comments


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page