• O Canal da Lili

Confira as melhores dicas de especialistas da Camil para deixar a sua feijoada perfeita


É preciso planejamento para fazer a feijoada - Imagem: Divulgação/Camil

Você conhece todos os truques para fazer uma boa feijoada, este prato tão típico da culinária brasileira? Tem dica para o feijão ficar mais saboroso, para dessalgar melhor as carnes e até entender o motivo da laranja acompanhar esse prato. Para não errar mais no preparo da feijoada e deixar toda a família com uma deliciosa refeição, a Camil, marca líder em arroz no Brasil, e que possui um portfólio completo de grãos, como feijão, lentilha, soja, grão de bico, entre outros, procura incentivar e valorizar o cozinhar em casa por meio da campanha "Comida de Casa é Camil". E com a expertise de seus especialistas, explica alguns segredos para se fazer a feijoada perfeita:


• É preciso planejamento para fazer a feijoada: é necessário pelo menos 48 horas de antecedência para começar o preparo. Para apresentar uma feijoada incrível, mais leve e saborosa, a etapa para dessalgar bem as carnes é essencial;


• Na etapa do dessalgue é importante deixar as carnes de molho por 24 horas, trocando a água de 3 em 3 horas. Também é aconselhável deixar na geladeira durante esse período;


• A escolha do feijão é fundamental, um ótimo grão faz toda a diferença no sabor do prato. Não se esqueça de deixá-lo de molho por de 8 a 12 horas.


• Depois de dessalgar, coloque as carnes em uma panela grande, cubra com água e pré-cozinhe por 10 minutos, dessa forma, a gordura é parcialmente retirada deixando as carnes mais leves;


• Cada carne possui um tempo específico de cozimento e isso faz toda a diferença: primeiro cozinhe a costelinha e a carne seca, por exemplo, e depois o paio e a linguiça. Assim todas as carnes ficam com o cozimento perfeito;


• A laranja serve para amenizar o gosto forte de algumas carnes e, principalmente, para facilitar a digestão das gorduras, por isso ela acompanha tão bem a feijoada.


• Além de ser um prato tradicional que faz parte da cultura do brasileiro, a feijoada pode se transformar em outros pratos deliciosos como, o bolinho de feijoada.


"A feijoada é um dos principais pratos da nossa cultura alimentar e está presente em todo Brasil. Por ter o feijão como ingrediente base, é uma deliciosa opção para variar a combinação clássica do arroz e feijão do dia a dia. Esta dupla de alimentos é essencial na alimentação do brasileiro e é recomendada pelo Guia Alimentar para População Brasileira, pela sua importância nutricional e cultural", declara Ivy Oliveira, gerente de Serviços de Marketing da Camil e que coordena a cozinha experimental da marca


Além disso, os especialistas da Camil também esclarecem alguns mitos e verdades sobre o feijão:


Comer arroz e feijão engorda?

Mito. Muitas pessoas acreditam que o carboidrato presente no arroz pode levar ao ganho de peso, mas isso é uma ideia errada, visto que nenhum alimento de forma isolada é responsável pelo ganho de peso, e sim quando consumimos diversos alimentos em excesso, em uma quantidade maior do que o corpo necessita. Além disso, muitas pessoas acabam substituindo o arroz e o feijão, alimentos in natura, por lanches ou outros alimentos que consideram melhores para perda de peso, muitas vezes optando por itens industrializados e menos nutritivos.


Deixar o feijão de molho evita flatulências após o consumo?

Verdade. O feijão contém alguns componentes em sua casca que não são capazes de serem digeridos e que acabam sendo fermentados pelas bactérias do intestino, o que pode levar a flatulências e desconfortos gastrointestinais. Alguns desses componentes, como o fitato, também podem atrapalhar a absorção de minerais presentes naturalmente no feijão, como o ferro e o zinco. Uma maneira de fazer com que isso não ocorra é deixar o feijão de molho, pois a água reduz significativamente esses compostos. É importante, então, que antes da cocção, o feijão fique de molho entre 8 e 12 horas, mas é necessário trocar essa água na metade do tempo e, após todo o período, a água deve ser descartada e o cozimento deve ser realizado em uma nova porção.


Arroz e feijão se complementam?

Verdade. Além de trazerem muitos nutrientes e benefícios, quando são consumidos juntos, eles se complementam em sabor e textura (já que um traz o caldo em sua preparação e o outro tem uma textura mais ‘sequinha’). E também em relação ao lado nutricional, pois o arroz tem o nutriente que falta no feijão para que juntos formem uma proteína completa e, portanto, de alta qualidade no nosso organismo.


Os benefícios nutricionais do feijão estão apenas nos grãos?

Mito. O caldo de feijão também possui diversos nutrientes, porém em uma quantidade menor quando comparado aos grãos, principalmente em relação às fibras.


O consumo equilibrado do feijão ajuda na imunidade do corpo?

Verdade. O feijão é uma leguminosa muito nutritiva, além de importante fonte de proteínas quando combinado com o arroz. As proteínas são essenciais para a formação de células do corpo, inclusive às de defesa. Muitos benefícios são atribuídos às fibras, pois estão associadas à saúde gastrointestinal, que possui um papel muito importante na defesa do corpo, já que é lá onde estão localizadas a maior parte das células do sistema imune. Além disso, possui vitaminas e minerais e também compostos que atuam no combate aos radicais livres, protegendo as células do sistema de defesa contra lesões. Todos esses compostos antioxidantes juntamente com as vitaminas e os minerais possuem funções importantes para o funcionamento adequado do sistema imunológico.


Para conferir estas e outras dicas de Comida de Casa Camil, acesse os perfis da marca no YouTube e Instagram . E confira abaixo três receitas do site de Camil com diferentes preparações da feijoada:


Feijoada

Ingredientes:


• 400 Gramas de carne-seca (crua) cortada em cubos médios

• 200 Gramas de Lombo de Porco defumado cortado em cubos médios

• 200 Gramas de costelinha de porco defumada cortada em cubos médios

• 1 unidade de rabo de porco salgado pequeno

• 1 unidade de orelha de porco salgada pequena

• 1 quilograma de Feijão Preto CAMIL

• 6 litros de água

• 2 folhas de Louro Seco

• 1 unidade de Laranja sem casca

• 150 Gramas de bacon cortado em cubos médios

• 2 gomos de paio cortados em rodelas

• 2 gomos de linguiça calabresa defumada cortados em rodelas

• 2 unidades de cebola picados

• 6 unidades de dentes de alho picados

• sal a gosto

• Pimenta do Reino (Pó) a gosto


Modo de preparo:

• De véspera, lave as carnes para retirar o sal, transfira para uma tigela e cubra com água deixe de molho por 12 horas trocando a água no mínimo por 4 vezes. Em uma panela grande, coloque o Feijão Preto CAMIL, a água e o louro. Tampe a panela e cozinhe em fogo médio.


• Escorra as carnes que estavam de molho e em uma panela coloque o rabo e a orelha, cubra com água e cozinhe por 20 minutos. Escorra e reserve. Repita o processo com a carne seca, o lombinho e a costelinha.


• Junte todas as carnes no feijão e cozinhe por 3 horas ou até o feijão ficar cozido e as carnes macias. Se necessário acrescente mais água quente durante o cozimento. Quando o caldo começar a engrossar, acrescente a laranja e cozinhe por mais 20 minutos. Retire a laranja da panela e descarte.


• Em uma frigideira, frite o bacon e as linguiças até dourarem e junte ao feijão. Na mesma panela, refogue a cebola e o alho. Em seguida, retire 3 conchas de grãos do feijão preto CAMIL cozido e amasse com as costas da concha.


• Junte o refogado na feijoada, tempere com sal e pimenta do reino a gosto e cozinhe até o caldo engrossar. Sirva em seguida acompanhada de arroz branco, farofa, couve, laranja, torresmo e bisteca.


Bolinhos de feijoada

Ingredientes:


Feijoada

• 1 litro de água

• 250 gramas de Feijão Preto CAMIL

• 50 gramas de carne-seca (crua) dessalgada e cortada em cubos pequenos

• 50 gramas de lombo dessalgado e cortado em cubos pequenos

• 50 gramas de costelinha de porco defumada dessalgada

• 1/2 unidade de linguiça calabresa defumada cortado em cubos pequenos

• 1/2 unidade de paio cortado em cubos pequenos

• 1 folha de Louro Seco


Massa

• 1 colher (sopa) de azeite de oliva

• 1 unidade de Alho amassado

• 1/2 xícara (chá) de farinha de mandioca crua

• 2 colheres (sopa) de polvilho azedo


Recheio

• 150 gramas de bacon cortado em cubos pequenos

• 150 gramas de linguiça calabresa defumada cortada em cubos pequenos

• 1 maço pequeno de couve manteiga cortada em tiras finas


Montagem

• Ovo ligeiramente batido

• Farinha de Rosca para empanar

• Óleo para fritar


Modo de preparo:

Feijoada

• Em uma panela de pressão, coloque a água, o feijão Preto CAMIL , a carne seca, o lombo de porco, a costelinha, a linguiça, o paio e o louro.


• Tampe a panela e cozinhe por 40 minutos, contados a partir do início da pressão. Apague o fogo, aguarde sair todo a pressão antes de abrir.


• Retire o osso da costelinha e coloque todo conteúdo da panela no liquidificador. Bata até ficar homogêneo, se necessário adicione meia xícara (chá) de água fervente para facilitar o batimento.


Massa

• Em uma panela grande aqueça o azeite em fogo médio e frite o alho até dourar levemente. Adicione a mistura do liquidificador e refogue.


• Junte, aos poucos, a farinha de mandioca crua e cozinhe, mexendo sempre, até soltar do fundo da panela. Reserve até amornar. Junte o polvilho azedo e amasse até ficar homogêneo. Reserve.


Recheio

• Em uma frigideira coloque o bacon, a linguiça e frite na própria gordura, em fogo médio, por 5 minutos ou até dourar levemente.


• Adicione a couve, misture rapidamente e retire do fogo. Reserve.


Montagem

• Divida a massa em 30 porções. Abra cada porção de massa na palma da mão, coloque um pouco do recheio no centro e modele no formato de um bolinho. Empane com o ovo e a farinha de rosca.


• Em uma panela pequena, aqueça o óleo em fogo alto e frite de 4 a 6 bolinhos de cada vez. Sirva em seguida.


Dicas

Experimente variar o recheio, utilizando carne-seca, linguiça picada ou costelinha desfiada. Sirva os bolinhos com molho de pimenta.


SOBRE A CAMIL ALIMENTOS

Uma das maiores empresas de alimentos da América do Sul, a multinacional brasileira Camil Alimentos iniciou sua trajetória no mercado nacional em 1963 como uma cooperativa de produtores de arroz. Com uma estratégia de negócios pautada pela diversificação do portfólio, inovação de produtos, aquisições estratégicas e expansão para mercados externos, a Camil Alimentos é, hoje, líder em beneficiamento e comercialização de arroz no Brasil, Chile, Uruguai e Peru e exporta para mais de 50 países. Atualmente, a empresa detém marcas líderes de mercado e top of mind em suas categorias: União (açúcar), Camil (arroz) e Coqueiro (sardinha).

  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon