top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Combate à obesidade: especialista diz que musculação e hidroginástica são atividades mais indicadas


O uso de roupas confortáveis, segundo o especialista, também faz diferença no momento de realizar os exercícios - Ilustrativa/Freepik

A pandemia do coronavírus causou medo e danos em todo o mundo. Porém, o que muitas pessoas não sabem é que, antes dela, uma pandemia contínua de obesidade já afetava a população mundial, causando comorbidades às pessoas, como diabetes, doenças cardiovasculares, hipertensão arterial, entre outras. De acordo com o Atlas Mundial da Obesidade de 2023, mais de 50% da população do planeta estará com sobrepeso ou obesidade em 2035. No Brasil, nesse mesmo período, a previsão é que 41% dos adultos estejam com essa doença silenciosa.


Os dados do Ministério da Saúde, obtidos em um levantamento inédito feito pela SBCBM - Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, também revelam números preocupantes: no Brasil, a obesidade atinge 6,7 milhões de pessoas e, em 2022, mais de 860 mil pessoas se enquadravam com obesidade mórbida grau III, acima de 40 kg/m².



Exercícios físicos para prevenção e tratamento

A obesidade é definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma doença crônica. Diferente do coronavírus, não existe vacina para combatê-la, mas hábitos de vida saudáveis, como a prática de exercícios físicos, são soluções para prevenir e tratar o mal, conforme destaca o professor de Educação Física e especialista em fisiologia do exercício, Paulo Maicon de Paiva.


Segundo o profissional, um dos melhores exercícios indicados para uma pessoa obesa é a musculação, pois essa prática irá auxiliar no reforço da estrutura articular, fortalecendo os músculos contra possíveis lesões.


Na musculação, o praticante realiza diversos exercícios utilizando pesos, ação que estimula a queima de calorias. Paulo Maicon destaca que essa alternativa também melhora a disposição, o condicionamento físico e a mobilidade. “Para uma pessoa obesa que está iniciando ou retornando à prática de exercícios, é necessário fazer avaliações médica e física. Porém, recomendo que sejam evitados, no início, exercícios musculares de alto impacto como saltos e corridas”, explica o especialista, acrescentando que, à medida que o aluno for reforçando sua estrutura muscular, esses tipos de exercícios podem ser liberados.


Hidroginástica

Atividades físicas realizadas na água, como a hidroginástica, também são aliadas no combate à obesidade. Paulo Maicon explica que essa prática, considerada aeróbica, trabalha a resistência muscular e não compromete as articulações.


A hidroginástica entrega excelentes resultados e traz bem-estar ao praticante. Outros benefícios, além do emagrecimento e controle do peso são auxílio na parte cardiorrespiratória; controle da pressão arterial, redução de alterações em exames laboratoriais, como colesterol, glicose e triglicerídeos.


Outras vantagens da hidroginástica é que ela traz relaxamento, contribuindo para o controle da ansiedade, depressão e melhora do sono. “Todos esses benefícios auxiliarão na qualidade de vida e na aptidão física do adulto obeso”, esclarece Paulo Maicon.


Alimentação, hidratação e roupas confortáveis

Uma alimentação saudável e equilibrada, antes e após a prática de atividades físicas, também é uma estratégia no combate e tratamento da obesidade. Paulo Maicon explica que os alimentos mais indicados para consumo são os integrais, as frutas, além de iogurtes naturais, verduras e legumes. A hidratação também é fundamental. Por isso, a garrafa de água não pode ser deixada de lado.


O uso de roupas confortáveis, segundo o especialista, também faz diferença no momento de realizar os exercícios. Para as mulheres, o mais indicado é o uso de calça legging feminina , blusas leves e um bom tênis com amortecimento. Já para os homens, deve-se evitar roupas que geram atrito na virilha e nas axilas ou que possam atrapalhar a realização de algum exercício. “O mais indicado é que a pessoa com excesso de peso seja acompanhada por nutricionista, médico e profissional que oriente sobre os melhores exercícios a serem realizados. Essa estratégia garantirá bons resultados e uma excelente qualidade de vida”, finaliza o educador físico.



  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page