• O Canal da Lili

Cicloturismo: é possível combiná-lo com viagens para o exterior?


Juliana Queissada, é CEO da Queissada Comunicação e formada em turismo - Imagem: Acervo Pessoal

Texto: Juliana Queissada


Sempre tive o costume de caminhar, porém veio o isolamento e caminhar começou a se tornar um pouco monótono. Foi então que comprei uma bike e conheci o cicloturismo. Você já deve ter visto um grupo de ciclistas vestidos com aqueles trajes especiais e com bicicletas lindíssimas andando pelas grandes ciclovias espalhadas pelas capitais, como é no caso da Avenida Paulista, um dos cartões postais de São Paulo. E, se este roteiro fosse um passeio turístico? Isso mesmo, aliar o turismo e a prática de exercícios físicos no meio de uma pandemia parece muito bom. O Ministério do Turismo considera que atividades ao ar livre são uma tendência para retomar o setor após a crise enfrentada com a pandemia, e por isso, com o apoio do Ministério do Meio Ambiente e voluntários, está sinalizando e promovendo trilhas de longo curso ao longo do País. Já são 3,5 mil quilômetros de trilhas sinalizadas, com uma meta de 10 mil km nos próximos anos.

Com o êxodo das grandes cidades, e a procura por lugares em meio a natureza, essas rotas ganham ainda mais visibilidade. Há trilhas em todos os lugares do Brasil e com os mais variados graus de dificuldade. Além de aproveitar as belezas naturais e promover a conscientização já que bicicleta é um meio de locomoção não poluente. As chamadas cidades inteligentes já têm em seus projetos grandes ciclovias e há vários roteiros pelo mundo que dá para fazer de bike, como as vinícolas no Chile e as cidadelas italianas. As expedições de bicicleta fazem tanto sucesso que até existem empresas de turismo e agências de viagem especializadas nesse tipo de turismo. Alguns vendem o pacote completo, com hospedagem ou apoio, e o passeio pode ser em grupo ou individual.

Esse tipo de viagem é ótimo para quem busca uma aproximação com a natureza, gosta de passeios tranquilos e de adquirir novas experiências de vida. Até nós conseguimos desfrutar de viagens internacionais. Por que não chamamos um grupo de amigos e vamos passear de bike até o seu ponto turístico mais próximo? Mas claro, sempre mantendo o distanciamento e as regras de higiene. O percurso vai ser com certeza uma inspiração para você! *Juliana Queissada é CEO da Queissada Comunicação e formada em turismo. Atualmente mora na Bahia, mas sua casa é qualquer lugar, desde que tenha Beethoven, o cão e o computador para trabalhar!



  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon