top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Bebel promove audiência pública sobre o novo ensino médio, nesta quinta-feira (16)


A deputada Professora Bebel diz que seu posicionamento é pela revogação total da legislação do ensino médio imposta por Temer e Bolsonaro - Imagem: Divulgação

A deputada estadual Professora Bebel (PT), que também é presidenta da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), promove audiência pública nesta quinta-feira (16), sobre a necessidade de revisão do novo ensino médio. A audiência está marcada para as 14h, no auditório Paulo Kobayashi da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), e terá as participações da professora Maria Isabel de Almeida, da USP (Universidade de São Paulo), o professor João Palma Cardoso /filho, da Unesp (Universidade Estadual Paulista), além do presidente da CNTE (Confederação Nacional dos Estudantes), Heleno Araújo, e o vice-presidente da Internacional da Educação para a América Latina, Roberto Leão.


O objetivo desta audiência, como destaca a deputada Professora Bebel, é reunir estudantes, profissionais da educação e a sociedade para debater “um ensino médio que atenda os interesses dos filhos e filhas da classe trabalhadora”, ressalta.



Com esta mesma finalidade, nos dias 17, 18 e 19 de março, a presidenta da Apeoesp participará em Brasília da plenária intercongressual da CNTE. “Um dos pontos centrais é a questão do ensino médio”, destaca.


Bebel ressalta que a Apeoesp e o seu mandato popular na Alesp vêm lutando intensivamente pela revogação da reforma do ensino médio imposta pelo governo de Michel Temer, que rebaixou o currículo do ensino médio e a forma dos nossos estudantes. “A drástica redução da carga horária das disciplinas da Formação Geral Básica (Português, Matemática, História, Geografia, Artes, Ciências, Sociologia) a partir do segundo ano e a criação de “itinerários formativos” precarização a formação dos jovens, não os preparam para a continuidade dos estudos, para o mundo do trabalho e nem para o exercício da cidadania e ampliam a grande distância que existe entre as escolas públicas e as boas escolas privadas”.


Os problemas que vem causando essa mudança, inclusive, a deputada Bebel levou ao presidente Lula, quando esteve em audiência, no último dia sete. “Já havia encaminhado nosso posicionamento em ofícios endereçados ao Presidente da República, ao Ministro da Educação e a outros integrantes do governo”, conta.


A deputada Bebel também encaminhou em janeiro último ao governo as deliberações do Conselho de Representantes da Apeoesp de dezembro, entre as quais a revogação da reforma do ensino médio era um dos pontos em destaque. “Seguiremos com nosso posicionamento pela revogação total da legislação do ensino médio imposta por Temer e Bolsonaro, incluindo a revogação da Base Nacional Comum Curricular”, enfatiza.


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page