top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Bebel diz que não aceita reforma administrativa para retirar direitos dos servidores estaduais


Presidenta da Apeoesp, a deputada Bebel cobra a participação de representantes do funcionalismo na discussão - Imagem: Divulgação

A presidenta da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), a deputada estadual Professora Bebel (PT), diz que não aceitará proposta de reforma administrativa no Estado de São Paulo que seja para retirar direitos dos servidores estaduais. Para ela, o governador do Estado, Tarcísio de Freitas, nem bem assumiu o Governo e já erra no método, nomeando um Grupo de Trabalho composto somente por membros do próprio Governo para elaborar uma proposta de reforma administrativa. “Cadê os representantes do funcionalismo?”, cobra.


De acordo com a deputada, infelizmente, não há representantes dos servidores públicos, que são aqueles que de fato fazem o Estado funcionar. “O novo governo poderia, se desejasse, romper com 28 anos de autoritarismo, particularmente da gestão dos governadores João Doria/Rodrigo Garcia, mas resolveu optar por mantê-lo. É coerente, assim, com suas origens bolsonaristas”, destaca.



A presidenta da Apeoesp adverte que a experiência adquirida à frente da entidade demonstra que quando se fala em reforma administrativa, “esses governos estão falando em ‘cortar gastos’, desmontar serviços públicos e retirar direitos dos servidores, por isso somos contra uma reforma feita nestes moldes”.


A Apeoesp, como explica, reivindica mesa permanente de negociação, conforme já foi solicitado em documentos enviados ao governador e ao seu secretário estadual da Educação, Renato Feder, “e não aceitamos que o governo de plantão promova alterações que afetam a nossa vida e causam impactos para a população, sem nenhum tipo de debate com aqueles que serão diretamente afetados”, enfatiza.


Comentários


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page