top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Bebel discute acessibilidade nas escolas com secretário dos Direitos da Pessoa com Deficiência


A deputada Professora Bebel se reuniu com com o novo secretário estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Marcos da Costa, na noite da última quarta-feira (4) - Imagem: Divulgação

A deputada estadual Professora Bebel (PT), que também é presidenta da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), se reuniu com o novo secretário estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Marcos da Costa, quando iniciaram uma discussão sobre a garantia de acessibilidade nas escolas da rede estadual de ensino. O encontro aconteceu na própria Secretaria, na última quarta-feira (4), quando dialogaram sobre a necessidade de uma agenda em torno da formulação de um plano para a garantia de acessibilidade das pessoas com deficiência em todos os prédios e áreas públicas do Estado de São Paulo, especialmente nas escolas.




No encontro, a deputada Professora Bebel entregou ao secretário o Manual Técnico para Escolas Saudáveis, estudo elaborado em conjunto pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-SP), Dieese e Apeoesp “Nesse estudo, entre outros dados, consta que 48% das escolas estaduais não possuem sanitários acessíveis a pessoas com deficiência e a ideia é de garantir que o Estado adote iniciativas a fim de corrigir estas situações”, conta Bebel.


De acordo com a parlamentar, o secretário foi muito receptivo às propostas apresentadas e a expectativa é a de que esse diálogo prospere. “Temos que trabalhar visando sempre buscar a adoção de medidas que visem facilitar a melhoria contínua das pessoas com deficiência, onde o Estado é, sem dúvida, quem pode garantir avanços nessas políticas”, argumenta.


Bebel foi quem defendeu a manutenção da Secretaria Estadual das Pessoas com Deficiência, que o novo governador Tarcísio de Freitas chegou a anunciar que iria ser extinta, inclusive ingressou

com representação junto ao Ministério Público Estadual e se reuniu com integrantes da equipe de transição para explicar a importância de São Paulo ter ações voltadas para melhorar a acessibilidade e inclusão desse público, onde novamente manifestou sua opinião contra a extinção de tão importante secretaria.


Para a deputada e presidenta da Apeoesp,, a manutenção da secretaria é a certeza da continuidade das políticas públicas voltadas para as pessoas com deficiência. “Como deputada estadual, o meu papel é lutar pelos direitos das pessoas com deficiência. Não podemos aceitar nenhum tipo de retrocesso. Por isso, fui à luta e vou continuar atenta para garantir políticas públicas estaduais em prol das pessoas com deficiência”, enfatiza.


Comments


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page