top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Banda Magüerbes lança Saudades, inspirada em memórias afetivas e coisas comuns


Magüerbes é altamente indicado para pessoas de cabeça aberta que gostem de street art - Imagem: Julia Magalhães

Do que você tem saudades? As respostas da pergunta feita aos quatro músicos do Magüerbes e a outras pessoas resultaram no single 'Saudades', o segundo no novo disco 'Rurais', a ser lançado ainda em 2023 pela Repetente Records, selo administrado e criado ano passado por Badauí, Phil Fargnoli e Ali Zaher, músicos do CPM 22, junto ao diretor artístico Rick Lion.


'Saudades', produzida pelo guitarrista do Magüerbes, Fabrizio Martinelli, é uma música inspirada no passado, nas memórias afetivas, com referências às coisas comuns do dia-a-dia. Ouça 'Saudades' aqui: https://ditto.fm/saudade-maguerbes.




Nesta canção, Haroldo Paranhos (voz e ruídos), Ricardo Franciscangelis (bateria), Julio Ramos (baixo), Fabrizio Martinelli e Fabio Capelo (guitarras) trazem melodias cadenciadas e riffs marcantes, uma estrutura diferente do single anterior, 'Coreto'.


Haroldo comenta mais sobre o espírito e a letra de ‘Saudades’. “Aponta as coisas simples que deixamos passar no dia a dia, às vezes agitado, ou simplesmente por causa do nosso humor, ou do nosso trabalho. Às vezes deixamos de aproveitar melhor o tempo, como ficar perto de pessoas que gostamos, por causa da pressa ou de tanta coisa na cabeça, e quando percebemos isso, já é saudades”.


'Saudades’, de fato, foi unanimidade entre banda e Repetente: tem cara de single! É uma faixa com sonoridade mais expansiva, que mostra o Magüerbes aberto a novas possibilidades e, ao mesmo tempo, pincelando referências da própria carreira.


A 'fitinha k7' na capa do single, inclusive, é um elemento que busca remeter o ouvinte ao saudosismo - principalmente àqueles que consumiram e respiraram música nas décadas de 1980 e 1990. "A fita lembra aquelas coletâneas que fazíamos em casa com as melhores músicas para um determinado momento ou para compartilhar com amigos. É um momento da vida eternizado ali", lembra Haroldo.


Afinal, saudades - retratada pelo Magüerbes no segundo momento da letra do single 'Saudades' - é a recordação de bons momentos que todos gostaríamos de sentir ou viver novamente, muito mais do que a saudades da perda.


Magüerbes, a banda

Formado por Haroldo Paranhos (voz e ruídos), Ricardo Franciscangelis (bateria), Julio Ramos (baixo) e, Fabrizio Martinelli e Fabio Capelo (guitarras), o Magüerbes é altamente indicado para pessoas de cabeça aberta que gostem de street art, verdadeiras amizades, Beastie Boys, guitarras pesadas, Black Sabbath, beats de Hip-Hop, Deftones, indie, Helmet, distorções e Sonic Youth.


Desde 1994 na ativa, foi fundada na cidade de Americana, interior paulista e está atualmente estabelecida na cidade de São Paulo. Em 2023 completa ininterruptos 29 anos de serviços prestados à música alternativa independente nacional, com sete discos lançados e há muito tempo ostentando o título de "uma das bandas mais autênticas do cenário brasileiro”.


Novo álbum, Rurais

Para o mais recente trabalho, o Magüerbes buscou inspiração na sua origem, no passado, nas memórias afetivas, com referências às coisas comuns do dia-a-dia e dos costumes e relações, do artesanal.


Batizado de Rurais, em referência aos ônibus que transportam os trabalhadores rurais de casa para o trabalho no campo, o novo disco da banda foi totalmente financiado por fãs e apoiadores em um projeto de colaboração criado e administrado pelos próprios integrantes em suas redes sociais, onde foram produzidos diversos artefatos com a temática do novo disco, e vendidos antecipadamente para adquirir os recursos para toda sua produção.


O disco foge de todos os formatos físicos convencionais: ele é uma gravura, uma impressão feito manualmente num papel especial, numerado e assinado por toda banda, ele traz todas as letras, artes e ficha técnica, e pode se transformar num “toy paper” para recortar, colar e montar um objeto, no formato de um mini ônibus que contém o QR code e que direciona o público para as faixas dos disco nas principais plataformas de streaming.


Magüerbes nas redes


Selo Repetente Records

A Repetente Records, criada por três músicos da banda CPM22, Badauí, Phil Fargnoli e Ali Zaher, surgiu em 2022 para fortalecer o rock/punk rock em parceria com uma das maiores distribuidoras de música digital do mundo, a inglesa Ditto Music, além de assessoria de imprensa da Tedesco Mídia.


No início de 2023, o selo anunciou Rick Lion como diretor artístico. O nome tem tudo a ver com perseverança e persistência na música. Repetente tem a ver com a rebeldia contra padrões. Na escola, muitas vezes o aluno “repetente” é aquele que não se encaixa nos moldes, mas eventualmente encontra na música uma forma de vencer na vida.


Ele repete não por incapacidade, mas por não ligar, não se interessar pelas mesmas coisas ou por estar enfrentando problemas maiores e mais urgentes fora da escola. Em vez de copiar a lousa, ele está sempre criando - fazendo desenhos, escrevendo rimas, bolando planos, fantasias impossíveis, se divertindo com uma realidade menos careta e injusta.


Fazem parte do selo as bandas Anônimos Anônimos, Fibonattis, Faca Preta, Escombro, Magüerbes e Statues on Fire.






Comentários


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page