• O Canal da Lili

Atividade física requer reposição de vitaminas e minerais para prevenir dores e lesões

Atualizado: 19 de abr.


Atividade física promove a perda de água do organismo, por meio do suor e da respiração - Imagem: Freepik

O verão vem ai! E com ele uma série de conceitos e desejos que todos os anos fazem sucesso. Nesse período, a corrida pela boa forma fica mais intensa e cresce a malhação por conta própria, com pouca preocupação com a parte nutricional e prevenção de lesões.


"Todos os anos observamos a mesma atitude. As pessoas querem ganhar um corpo perfeito e saudável faltando dias para o verão e com essa pressa acabam sobrecarregando o corpo com atividade física descontrolada e se esquecem de repor vitaminas e minerais, além dos riscos de desidratação", comenta Daniel Magnoni, cardiologista e chefe de nutrologia do Instituto Dante Pazzanese e do HCor, em São Paulo.


Líquidos e minerais

A atividade física promove a perda de água do organismo, por meio do suor e da respiração, que elimina água em forma de vapor. Essa perda não é somente de água, mas também de minerais. Dessa forma, a reposição adequada desses componentes é essencial.


"Pessoas que não praticam esportes de maneira competitiva podem realizar a hidratação e reposição de eletrólitos apenas com água e alimentação rotineira. Iniciantes costumam ter perdas mais acentuadas, uma vez que o corpo vai se adaptando ao exercício. É indicado a reposição de minerais como cálcio, potássio e magnésio, além de manter equilibrado os níveis de vitaminas como A, C, D e Complexo B", explica Magnoni.


Dores e cãibras

Normalmente, ao iniciar uma atividade física e exigir mais dá parte muscular, do que de costume, algumas contrações involuntárias dos músculos acompanhadas de dor intensa e de difícil controle podem acontecer inesperadamente e, geralmente, nos membros inferiores, com espasmos repentinos ou prolongados, as chamadas cãibras. Essa condição é causada pela falta de líquidos intramuscular, que deixa as fibras musculares sujeitas a sofrerem espasmos e também pela carência de minerais como cálcio, potássio ou magnésio na alimentação.


"Alongamentos antes e depois da atividade física, hidratação contínua e alimentação equilibrada, com frutas verduras e legumes, auxiliam na prevenção de cãibras. Para quem não consegue manter uma dieta rica em alimentos que forneça as necessidades diárias das principais vitaminas e minerais é indicada a suplementação, que se mostra eficaz e muito prática, inclusive já estão disponíveis no mercado multivitamínicos de uma nova geração, em formato de gomas, que podem ser consumidas sem água. Mas é importante, sempre, buscar orientação médica", orienta Magnoni.


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon