top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Apeoesp promove manifestação por nova atribuição de aulas nas escolas estaduais, nesta quarta (11)


A deputada Professora Bebel durante manifestação realizada na semana passada - Imagem: Divulgação

A Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial no Estado de São Paulo) volta a promover manifestação em frente à Secretaria Estadual da Educação, localizada na Praça da República, em São Paulo, para exigir o cancelamento da atribuição de aulas de 2023 e novo processo, presencial, justo e transparente, e contará com a participação de professores de Piracicaba (SP) e região.


A manifestação está marcada para esta quarta-feira (11), a partir das 13h, e será coordenada pela presidenta da Apeoesp, a deputada estadual Professora Bebel (PT), que na semana passada, mesmo sob forte chuva, reuniu centenas de professores de diversas regiões do Estado de São Paulo, em vigília em frente à Secretaria Estadual da Educação, na Praça da República, para exigir o cancelamento da atribuição de aulas de 2023 e novo processo de atribuição de aulas.



A deputada estadual professora Bebel diz que um novo processo é necessário porque a atribuição de aulas foi uma verdadeira bagunça, repleta de distorções, problemas e irregularidades, prejudicando milhares de professores. Entre os problemas levantados na atribuição de aulas estão a imposição da jornada de trabalho como fator de classificação, causando distorções e prejudicando muitos professores com maior pontuação, formação, experiência e tempo de serviço.


De acordo com Bebel, além disso, há erros e distorções verificados na classificação dos professores da categoria O, causando situações de injustiças para professores com mais tempo de serviço, habilitados, docentes que saíram do PEI e outros problemas em relação a esse segmento, em decorrência de ações de unidades escolares e diretorias de ensino.


“Por isso, continuamos reivindicando da Secretaria Estadual da Educação a anulação do processo de atribuição de aulas já realizado, com retirada da jornada de trabalho como fator de prioridade para a atribuição de aulas, correção de todos os erros e problemas e realização de novo processo, presencial, em datas a serem fixadas no final do mês de janeiro”, completa Bebel.


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page