• O Canal da Lili

Apeoesp prepara ação judicial contra câmeras de vigilância nas salas de aulas

Atualizado: 4 de mar.


A Professora Bebel diz que a Apeoesp está coletando provas para ingressar com a ação contra as câmeras, que são ilegais - Imagem: Divulgação

A Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de Ensino do Estado de São Paulo) está desenvolvendo a Campanha Big Brother nas escolas, não!, tendo como objetivo impedir a colocação de câmeras de vigilância nas salas de aulas e a desinstalação das já existentes. A decisão contra esta medida foi tomada pelo CER (Conselho Estadual de Representantes), da Apeoesp, no último sábado (19).


De acordo com a presidenta da Apeoesp, a deputada estadual Professora Bebel (PT), uma das medidas imediatas é o ajuizamento de ação coletiva com essa finalidade, uma vez que a entidade defende a liberdade de cátedra e de ensinar e aprender, como assegura a Constituição Federal e a LDB (Lei de Diretrizes e Bases). “Além disso, lutamos pelo fim do Centro de Mídias montado pelo secretário estadual da Educação, Rosseli Soares, que sobrecarrega os professores, invade sua vida privada e é utilizado para que a Seduc possa impor seu controle sobre os docentes”, enfatiza.


Para que a ação seja ajuizada, é necessário que as subsedes enviem informações sobre as escolas em que essas câmeras estão instaladas e prova de sua existência, que podem ser fotografias. A presidenta da Apeoesp orienta que esse material deve ser enviado para o e-mail da presidência da Apeoesp: presiden@apeoesp.org.br .



  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon