• O Canal da Lili

Apeoesp: Bebel convida professores para webconferência sobre “a farsa da nova carreira”


Professora Bebel, presidenta da Apeoesp, durante visita a escola estadual, dialogando com professores sobre os ataques ao magistério - Imagem: Divulgação

A presidenta da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de Ensino do Estado de São Paulo), a deputada estadual Professora Bebel (PT), voltou a visitar escolas estaduais em Piracicaba (SP), na última segunda-feira (21), quando defendeu o magistério e a educação pública de qualidade. Bebel esteve nas E.E. “Hélio Penteado de Castro”, “Catharina Casale Padovani”, “Luiz Gonzaga de Campos Toledo”, e “João Chiarini”, quando dialogou com os professores e colocou a categoria ao par da proposta do governador de São Paulo, João Doria, que acaba com a carreira do magistério, inclusive convidou a todos para a webconferência, que a Apeoesp, promove nesta quarta-feira (23), às 10h, para debater justamente esta proposta, evento que contará com a participação de especialistas do Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Minas Gerais e terá transmissão vivo pelo canal https://youtube.comc/TVApeoesp . Para participar do debate o link de acesso é o: bit.ly/3s5I8cD



Bebel explicou que o debate desta quarta-feira contará com a participação de representantes de sindicatos de professores de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Espírito Santo, “que já viveram e vivem a triste experiência de remuneração por subsídio, pelo qual os professores abrem mão de direitos como quinquênio e todos os adicionais. Esta proposta nasceu no Espírito Santo e foi implantada também no Rio Grande do Sul e em Minas Gerais, onde o ex-governador Fernando Pimentel (PT) acabou por extingui-la por ser muito prejudicial aos professores”, contou.


Na visita, ainda, a presidenta da Apeoesp reforçou a importância da mobilização dos professores para defender a manutenção da carreira do magistério e pelo reajuste salarial de 33,2%, de acordo com o novo piso nacional dos professores, para todos os professores. "É hora de unirmos a nossa força e dizer não a esta nova carreira. Queremos, sim, a nossa carreira sendo respeitada, até porque os 73% de reajuste salarial que o governador anunciou será para poucos. “Quem já tem salário acima de R$ 5 mil não terá reajuste”, explicou.


Bebel ressaltou ainda que o governador João Doria (PSDB), que está em fim de mandato, com a proposta de criar uma “ nova carreira” para o professorado, na prática, irá acabar com o quinquênio, sexta-parte, 13º salário, além de dificultar futuros reajustes à categoria, uma vez que os professores passarão a receber subsídio, como ocorre com quem ocupa cargo eletivo, como é o caso de deputados, prefeitos, vereadores. “Além disso, a evolução dos professores nessa ‘nova’ carreira está condicionada a avaliações e outras formas subjetivas. Experiência e tempo de serviço não pontuam e a carreira não se estende aos aposentados. Vamos trabalhar, mais uma vez, com afinco para tentar barrar esta proposta indecente”, enfatizou a parlamentar e presidenta da Apeoesp.


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon