top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Após dois anos, público volta a prestigiar o Salão de Humor de Piracicaba de forma presencial


Salão Internacional de Humor de Piracicaba chega a sua 49ª edicação - Imagem: Isabela Borghese/CCS

Após dois anos realizado de forma remota, o Salão Internacional de Humor de Piracicaba chegou a sua 49º edição com reencontros presenciais para refletir sobre a realidade do Brasil e do mundo a partir da criatividade e do riso. A cerimônia de abertura ocorreu em Piracicaba (SP), na noite de sábado, 27/08, no Teatro Erotídes de Campos, no Engenho Central, e a mostra está aberta para visitação no Armazém 14 até 30/10. O evento contou com a presença do prefeito Luciano Almeida, do secretário interino da Ação Cultural, Hermes Balbino, do presidente do Salão, humorista Paulo Bonfá, do diretor do Salão, Junior Kadeshi, e de artistas que fazem parte da história do Salão, como Paulo Caruso, Alcy, Baptistão e Fausto Longo.


Luciano Almeida lembrou da relevância do Salão e da chegada da 50ª edição no próximo ano. "É uma história que precisamos continuar contando. De todos os salões do mundo, de várias iniciativas, o único que perpetua é o de Piracicaba. E agora temos o desafio de como vamos fazer o próximo, para superar o deste ano", afirma.



O secretário interino da Ação Cultural parabenizou todos os artistas participantes pela qualidade dos trabalhos. "Eu imagino o quão difícil foi o trabalho da comissão julgadora e como tem sido durante todos esses anos durante a organização do Salão devido ao volume de trabalhos sensacionais que chegam aqui e a dificuldade de selecionar somente alguns para serem mostrados. Todos estão de parabéns pela grandiosidade que se tornou o Salão Internacional do Humor de Piracicaba nesses 49 anos", comentou.


Kadeshi agradeceu a todos os envolvidos para tornar a 49ª edição do Salão possível. "Agradeço a todos os funcionários da Secretaria da Ação Cultural. Nos sentimos muito acolhidos e amados. Esse Salão não foi feito apenas por nós, foi feito pela Secretaria, pela Prefeitura, pelos artistas, em especial, que são os artistas que fazem o Salão", enfatiza.


Bonfá, por sua vez, lembrou que o Salão é um patrimônio piracicabano e agradeceu ao público que sempre prestigia o evento. "É muito importante o engajamento da cidade nesse movimento cultural e artístico que é o mais relevante de artes gráficas para o humor no planeta", afirma.


Ronaldo Cunha Dias (Brasil), vencedor na categoria charge - Imagem: Isabela Borghese CCS

PREMIADOS

Sete artistas foram premiados na noite de abertura do Salão. O grande prêmio do 49º Salão Internacional de Humor de Piracicaba foi para o brasileiro Rafael Plaisant (Plaï), com obra em tira/HR sobre o futuro do Brasil. Ele conta que ficou surpreso ao receber a notícia, mas imensamente honrado. "Agradeço ao jurado, aos organizadores e deixo um abraço especial para todos e todas cartunistas brasileiros que, em tempos tão difíceis no país, fizeram um trabalho imprescindível e mostraram que o cartunismo brasileiro segue em grande forma", afirma Plaisant, que recebeu R$ 10 mil.


Os demais premiados foram Angel Boligan (México), na categoria cartum; Ronaldo Cunha Dias (Brasil), em charge; Emerson Carvalho de Souza, o Camaleão (Brasil), em caricatura; Gean Lucas (Brasil), com o Prêmio Saúde Unimed; Stefaan Provijn (Bélgica), com o Prêmio Temático E-commerce, e Emerson José Pereira, o Bocão, (EUA), com o Prêmio Câmara. Ao todo, as premiações somaram R$ 55 mil.


Emerson José Pereira, o Bocão, (EUA), premiado com o Prêmio Câmara - Imagem: Isabela Borghese CCS

SALÃOZINHO

Com 1.969 trabalhos inscritos e 100 obras selecionadas, neste ano o Salãozinho de Humor de Piracicaba está em sua 20ª edição. Os trabalhos dos pequenos artistas também estão expostos no Armazém 14 do Engenho Central. Uma das estudantes selecionadas foi Carolina Orlando Spruck, de 8 anos, que abordou o ciclismo em seu desenho, com uma representação da ciclista Renata Falzoni. "Estou muito feliz. Foi minha prima que avisou, ligou lá em casa. Eu gosto de andar de bike e gostei da ideia de desenhar ela (Renata)", conta Carolina.


Toda a família de Carolina fez questão de ir à abertura do Salão tanto para prestigiar o trabalho da pequena quanto para visitar toda a exposição. "A Carol desde bem novinha sempre gostou de desenhar e tem o incentivo do pai, que adora desenhar. Durante a pandemia até fizeram um curso online de desenho", afirma Maria Elisa Orlando Spruck, mãe da Carolina.


Participam do Salãozinho alunos de 7 a 14 anos de idade de 49 escolas públicas e privadas de Piracicaba, Americana, Búzios, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Nova Odessa e Rio Claro. A cerimônia de premiação está agendada para 12/10, no Engenho, às 16h.


PAULO CARUSO

Autor de uma das exposições paralelas do 49º Salão Internacional de Humor de Piracicaba, o cartunista e chargista Paulo Caruso também prestigiou a abertura da mostra. A exposição comemorativa ao artista é intitulada Roda com Paulo Caruso e conta com uma seleção de 40 charges e caricaturas feitas durante os mais de 35 anos do programa Roda Viva, da TV Cultura. Caruso também faz parte da história dos 49 anos do Salão. "Enquanto houver humor há esperança. O papel do desenhista de humor é combater os efeitos negativos seja o que for, do sistema político, saúde, do que quer que seja", afirma o artista, que pretende preparar uma mostra especial para a 50ª edição do Salão Internacional de Humor de Piracicaba.

Comments


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page