• O Canal da Lili

Andar e se exercitar descalço pode trazer benefícios à saúde


Estar sem calçados também alivia a dor causada por uso de sapatos inadequados - Imagem: Ortopedistas Raul e Henrique

Pouco se discute sobre a saúde dos nossos pés e os mitos circulam com frequência. Entre eles, muitas questões sobre ficar ou não descalço. Será que o ato de andar/se exercitar sem calçado faz bem ou mal à nossa saúde? O médico ortopedista, e especialista em cirurgia de pé e tornozelo, Henrique Mansur, tira essa e outras dúvidas sobre o assunto.


De acordo com o especialista, as vantagens em andar descalço começam logo na infância. "Nas crianças, andar sem calçados auxilia no desenvolvimento da musculatura e dos ossos do pé, além de participar de forma fundamental na percepção corporal do espaço", explica. Ele continua: "andar descalço restabelece nosso padrão natural de caminhar, melhora o controle da posição do pé ao apoiá-lo no chão, o equilíbrio, a propriocepção e a consciência corporal".


"Andar descalço também exige mais estabilidade, promovendo uma melhor biomecânica do pé e, consequentemente, dos quadris, do joelho e do Core. Ainda, mantém os movimentos naturais das articulações do pé e tornozelo, bem como estimula o fortalecimento muscular não só dos pés, mas também das pernas, coxas e músculos da região lombar, e a estabilidade ligamentar. Estar sem calçados também alivia a dor causada por uso de sapatos inadequados, que podem desenvolver joanetes, deformidades nos dedos ou outras lesões nos pés", destaca o médico.


Atividade física

Um estudo recente, publicado no periódico British Journal of Sports Medicine e feito por pesquisadores de Harvard, comparou corredores descalços e calçados durante um ano e observou que aqueles que corriam calçados tiveram um número significativamente maior de lesões. "Outra vantagem para corredores descalços é a diminuição do impacto no calcanhar ("heel strike"), aumentando a carga no médio e antepé, possibilitando os treinos em superfícies mais duras, com menor desconforto na aterrissagem", afirma.


Pensando nisso, o ortopedista listou cinco dicas de como iniciar os exercícios descalços:

- Comece devagar, com aumento progressivo do tempo e da carga;

- Repouse se sentir dores ou desconforto nos pés;

- Inicie em superfícies regulares, planas, seguras e em ambientes cobertos;

- Considere o uso prévio de calçados conhecidos como minimalistas;

- Realize exercícios de equilíbrio descalço, como Yoga e Pilates.

  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon