top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

Abril no MAM São Paulo: atividades educativas gratuitas conversam com exposições em cartaz


Diálogos com cor: laboratório de pintura e criação de cores - Imagem: Milena de Oliveira

Em abril, a agenda do MAM (Museu de Arte Moderna de São Paulo) Educativo trará atividades gratuitas e conduzidas por educadores do museu e profissionais convidados para o público de todas as idades. Por meio de experimentações sensoriais e brincadeiras com recursos táteis, a programação inclui oficinas que propõem novas maneiras de apreciar as exposições em cartaz no museu: Diálogos com cor e Luz (até 28 de maio) e Ianelli 100 anos: O artista essencial (até 14 de maio).


No final do mês, inclusive, o museu trará um Karaokê com canções selecionadas e inspiradas em obras presentes em ambas as exposições. A atividade será realizada ao ar livre na Marquise no entorno do MAM e as pessoas interessadas devem verificar o local na recepção do MAM no dia da atividade (30/04).


Outras oficinas como grafismo corporal do Alto XINGÚ com Kawakani Mehinako, oficina de stencil com o MAM Educativo e oficina de construção de móbiles com elementos da natureza com Amanda Paralela, também fazem parte das atividades que famílias, crianças e adolescentes poderão aproveitar nos próximos finais de semana.



O MAM Educativo também oferece visitas virtuais e presenciais inspiradas no Jardim de Esculturas e no painel OSGEMEOS, localizado na entrada do museu, assim como visitas mediadas com escolas e grupos a partir de 10 pessoas. O agendamento pode ser realizado pelo e-mail educativo@mam.org.br.


O Educativo do Museu de Arte Moderna de São Paulo desenvolve programas e projetos em diálogo com seus públicos variados, com uma programação acessível e gratuita que busca equiparar oportunidades e reduzir barreiras físicas, sensoriais, intelectuais, sociais ou de saúde mental. Sua equipe multidisciplinar se desenvolve por meio de um amplo e contínuo programa de pesquisa e formação em arte e educação que atravessa seus programas e projetos anualmente, na forma de conversas, práticas de ateliê, leituras e vivências que contam com a colaboração de artistas, educadores, curadores e pesquisadores parceiros.


Veja a seguir a programação completa das atividades de abril:


1º/04 (sáb) às 15h - Família MAM


Diálogos com cor: laboratório de pintura e criação de cores com MAM Educativo

Qual a cor de um domingo à tarde? E a cor do vento soprando no rosto, qual é? Cada cor possui qualidades que despertam em nós impressões e sensações singulares. Há quem diga que o azul transmite tranquilidade, o amarelo alegria e o vermelho desperta a paixão. Mas essas impressões não são únicas, e cada cor carrega consigo características e simbologias muito díspares, que variam de acordo com cada cultura. Neste laboratório, faremos experimentos de criação de cores e tons que se relacionem de forma poética com nossas experiências cotidianas. Como forma de expandir os sentidos, simbologias e as formas como nos relacionamos com as cores.


A atividade é livre, presencial e aberta a todos os públicos. As inscrições podem ser feitas com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do museu. Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência.


02/04 (dom) às 11h - Domingo MAM


Oficina de stencil com mam educativo

A oficina busca explorar as diferentes possibilidades de criação, expressão e interação com o mundo através do estêncil, executando passo a passo diferentes estilos e formas, além disso, os participantes irão falar sobre conteúdos de street art, design, intervenções artísticas e decoração, conceitos que estão totalmente ligados ao stencil. Empregando materiais diversos, a técnica do stencil e da gravura permite utilizar desenhos ou letras, decalcando seus contornos e recortando-os em suportes como papelão, chapas de Raio X, ou qualquer material flexível que possibilite a gravação de modo rápido. Possibilitando uma variedade de composições, servindo tanto para pintura de camisetas, objetos, decorações entre outros.


A atividade é livre, presencial e aberta a todos os públicos. As inscrições podem ser feitas com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do museu. Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência.


02/04 (dom) às 15h - Domingo MAM


Criação de ficções: Oficina de experimentação com tinta spray com Daniel Cruz

Se quem olha para fora, sonha, e quem olha para dentro, desperta, quais são os mundos que vivem na nossa cabeça? Quais histórias que contaríamos, e quais suas cores? Nesta oficina, iremos utilizar nossa liberdade de composição para construir cenários com tinta spray, inspirados no graffiti e na arte de rua, e os personagens de nossas histórias. Além disso, a atividade também irá pensar nas sensações e memórias que as cores trazem para cada indivíduo, a fim de colaborar com as diversas identidades do público e suas manifestações no mundo.


Daniel Cruz é graduando em Letras-Português pela Universidade de São Paulo, onde centraliza seus estudos no afrofuturismo, um movimento cultural que usa o conceito da tecnologia para projetar um futuro do ponto de vista da comunidade negra, e as diversas culturas de linguagem urbana. Além disso, também é arte educador em formação no MAM São Paulo.


A atividade é livre, presencial e aberta a todos os públicos. As inscrições podem ser feitas com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do museu. Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência.


07/04 (sex) - 15h - Contatos com a arte


Diálogos com cor: laboratório de pintura e criação de cores com MAM Educativo

Existem diferentes maneiras de compreender o fenômeno das cores. A partir de uma perspectiva química, física, fisiológica, entre muitas outras. Mas para conhecer a essência das cores é necessário considerar os efeitos que elas causam em nós. E cada uma delas possui qualidades que nos despertam impressões e sensações singulares. A quem diga que o azul transmita tranquilidade, o amarelo alegria e o vermelho desperte a paixão. Mas essas impressões não são únicas, e cada cor carrega consigo características e simbologias muito díspares, que variam de acordo com cada cultura. Neste laboratório, faremos experimentos de criação de cores e tons que se relacionem de forma poética com nossas experiências cotidianas. Como forma de expandir os sentidos, simbologias e as formas como nos relacionamos com as cores.


Atividade presencial, para professoras(es), educadoras(es), pesquisadoras(es), estudantes e artistas, aberta ao público e colaboradores do MAM. Inscrições com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do museu.


Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48hs de antecedência. Para emissão de certificado, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br após a atividade, com comprovante de inscrição em anexo.


08/04 (sáb) 15h - Família MAM


Grafismo corporal do Alto XINGÚ com Kawakani Mehinako

Pinturas de Grafismo, símbolo dos artefatos e artesanias que partem da cosmovisão dos povos originários do XINGÚ. Nessa intervenção as famílias serão convidadas a terem contato com os grafismos, símbolo de proteção e força para os povos da floresta. As pinturas serão feitas com jenipapo para os adultos e com tintas coloridas, atóxicas e laváveis para as crianças. Durante a oficina Kawakani Mehinako compartilhará saberes sobre usos, costumes e significados dos grafismos pintados no corpo. A atividade conta com produção da artista têxtil Clarissa Neder.


Kawakani Mehinako veio da Terra Indígena do Alto Xingu estudar em São Paulo, em 2019. Em sua estada em São Paulo vem compartilhando um pouco de sua cultura e de seus saberes. Ministra oficinas e cursos em diversos espaços culturais como o Museu indígena, Instituto Moreira Sales onde trabalha atualmente no projeto Leituras da Exposição Xingu Contatos.


Atividade presencial, para crianças a partir de 3 anos, acompanhadas de suas(eus) responsáveis. Inscrições com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do museu. Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência.


09/04 (dom) 11h e 15h - Domingo MAM


Caça obras no Jardim de Esculturas com MAM Educativo

Caça obras no Jardim de Esculturas é uma atividade que convida o público a entrar em contato com as obras de arte a céu aberto de uma maneira investigativa e lúdica. O Jardim de Esculturas foi projetado por Roberto Burle Marx para receber obras da coleção do MAM. Inaugurado em 1993, ele abriga 30 esculturas numa área de 6 mil metros quadrados, sendo um dos principais acervos brasileiros expostos a céu aberto.


Atividade presencial, livre. Aberta ao público. Inscrições com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do MAM. Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência.


15/04 (sáb) 15h - Família MAM


Mitologia dos Orixás com Agbalá Conta e Giselda Perê

Narrativas inspiradas nas mitologias fundadas nos povos ancestrais africanos da diáspora brasileira. Aqui apresentamos narrativas que contarão a origem das deusas e deuses yorubás, fon e bantu, exaltando suas sabedorias, suas danças, suas músicas, suas aventuras e belezas. Nutrindo imaginários com personagens negres, cheios de dignidade e valor. Uma experiência artística que colabora para a desmistificação dos preconceitos que coíbem o conhecimento dessa mitologia. Podemos assim aprender sobre a vida e a morte, o equilíbrio da nossa existência pela perspectiva da nossa ancestralidade preta


Giselda Perê é artista e educadora há 20 anos, mestra em arte-educação pelo Instituto de Artes da Unesp (Universidade Estadual Paulista), e fundadora do Agbalá Conta – Núcleo de pesquisa e narração de histórias das culturas negras.


Atividade presencial, para crianças a partir de 3 anos, acompanhadas de responsáveis. Inscrições com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do MAM. Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência.


16/04 (dom) às 15h - Domingo MAM


Comunidade de leitura temporária: feministas com Luna Dy Córtes

A partir da obra Cala a boca já morreu, da artista Ana Teixeira presente no Projeto Parede, faremos leituras e discussões sobre alguns trechos das autoras presentes na obra da artista e na biblioteca do MAM. Serão fomentadas leituras coletivas dos textos, compartilhamento de impressões, referências e vivências a fim de criarmos uma comunidade de leitura e estudo temporária até o final da instalação.


Luna Aurora Souto Ferreira ou Luna Dy Córtes nasceu em São Paulo em 1999. É Byxa-mulher-travesty preta, criada na periferia de Taboão da Serra (SP), multiartista da palavra e beletrista pela Universidade de São Paulo. Publicou Mem(orais): poéticas de uma Byxa-travesty preta de cortes pela editora Urutau (2019) e atua como artista-educadora em museus. Busca transdisciplinarmente choques, cortes, curas e simbologias de suas próprias narrativas, combatendo a iminência de morte com movimento de vida.


Atividade presencial, livre. Aberta ao público. Inscrições com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do museu. Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência.


21/04 (sex) 15h - Contatos com a arte


Tocando as formas da memória: experimentações com desenho através do tato + visita Ianelli com Leonardo Sassaki

Já parou para pensar em como vivemos em uma sociedade onde o sentido da visão é privilegiado em relação aos outros sentidos? Como seriam atividades do cotidiano para além da visão? Nesta atividade haverá uma visita com contação de história sobre a obra do artista, experimentando recursos táteis inspirados nas obras. Dentro da ação os participantes serão convidados a criar desenhos com texturas e relevos, utilizando diversos materiais que proporcionam uma experiência com a memória tátil de cada participante.


Atividade presencial, para professoras(es), educadoras(es), pesquisadoras(es), estudantes e artistas, aberta ao público e colaboradores do MAM.


Inscrições com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do museu.


Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência. Para emissão de certificado, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br após a atividade, com comprovante de inscrição em anexo.


22/04 (sáb) às 15h - Família MAM + Arte e Ecologia


Folhario: oficina de construção de móbiles com elementos da natureza com Amanda Paralela

Móbiles são peças formadas por estruturas horizontais nas quais diferentes elementos são pendurados por fios ou cordões para assim oscilar e dançar com o sopro do vento. Para garantir que um móbile funcione, os elementos pendurados devem ser leves, por isso, folhas, flores e outros elementos naturais são ótimos para construção de móbiles. Os móbiles nos ajudam a perceber a presença do vento, e também apreciar as formas como ele age nas mais diferentes coisas, com seus mais diferentes pesos e medidas. Nesta oficina construiremos pequenos e grandes móbiles, individuais e coletivos, a partir da coleta de elementos da natureza.


Amanda Paralela é educadora, artista visual e designer. Seu percurso acadêmico é composto pela formação em Design Gráfico pela UMC; licenciatura em Artes Visuais pela FPA e segue em curso a pós-graduação A Natureza Que Somos Filosofias e Práticas para uma Atuação Genuína no Mundo pela Casa Tombada. Atuou como professora de dança e atualmente é educadora no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Sua pesquisa permeia experimentações em diferentes linguagens artísticas nas quais é possível brincar. Acredita que a infância é um estado de se viver que não se limita a uma única fase da vida e que os pássaros estão entre os seres mais criativos desta Terra.


Atividade presencial, para crianças a partir de 3 anos, acompanhadas de suas(eus) responsáveis. Inscrições com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do MAM. Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência.


23/04 (dom) às 12h30 - Domingo MAM


Breaking Ibira

Breaking Ibira é um evento criado por b.boys que tem por objetivo reunir b.boys e b.girls, amantes da cultura urbana e do hip-hop, assim como de outras modalidades artísticas, para encontrar desafios através da dança e expressar sua criatividade e habilidade em suas sessions (sequências organizadas de passos de breaking). Desde 2017, em parceria com o MAM Educativo, o evento tem atraído pessoas de diversas regiões de São Paulo e um público significativo, tanto de praticantes de breaking quanto de admiradores da cultura de diversas regiões, inclusive de países da América Latina como Argentina, Peru e Venezuela. Inscrições no local: 10h30 às 12h. Início das batalhas: 12h30


Atividade presencial, livre. Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência.


27/04 (qui) - 19h - Contatos com a arte


Educar em tempos de Inteligência Artificial com Renato Noguera

A relação entre educação, pensamento crítico e técnica sempre trouxe desafios. A partir de algumas reflexões do filósofo sul-coreano Byung-Chul Han e da filósofa Oyeronke Oyewumi, vamos debater os conceitos de "Jardim" e de "cosmopercepção". Educar como um retorno ao jardim como forma de encontrar uma relação com o tempo que não passe pela produtividade. Educar em busca de uma beleza original que não passa pela conexão digital, mas pelas relações humanas, produzindo vivências em registros de tato, olfato e paladar.


Renato Noguera é doutor em Filosofia pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro); mestre em Filosofia e Epistemologia da Psicanálise pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos); professor Associado do DES (Departamento de Educação e Sociedade), do PPGEduc (Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares), do Programa De Pós-Graduação Em Filosofia (PPGfil) da UFRRJ; pesquisador do Leafro (Laboratório De Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas); coordenador do Grupo De Pesquisa Afroperspectivas, Saberes e Infâncias (Afrosin); e Noguera é ensaísta e, dentre suas obras, vale destacar ”Ensino de Filosofia e a Lei 10639”; “Por que amamos: o que os mitos e a filosofia têm a dizer sobre o amor”; e “O que é o luto?”.


Atividade presencial, para professoras(es), educadoras(es), pesquisadoras(es), estudantes e artistas, aberta ao público e colaboradores do MAM. Inscrições com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do museu. Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência. Para emissão de certificado, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br após a atividade, com comprovante de inscrição em anexo.


28/04 (sex) - 11h - Família MAM


Experimentação com tintas naturais para bebês com MAM Educativo

A partir das tintas produzidas com elementos disponíveis na natureza, a atividade convida os bebês e seus acompanhantes a uma experimentação lúdica e sensorial com o MAM Educativo.


Atividade presencial, para bebês de 8 meses a 2 anos, acompanhadas de suas(eus) responsáveis. Inscrições com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do museu. Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência.


29/04 (sáb) 15h - Família MAM - dia internacional da dança


“Figuras Tecidas”: espetáculo de dança interativo e itinerante para a primeira infância

Espetáculo interativo e itinerante em que três dançarinas e uma musicista propõem interações com o público enquanto se movem pelo espaço. Um jogo cênico em que figuras misteriosas começam a surgir, trazendo narrativas que se constroem junto à plateia - convidada a se mover e brincar -, numa conversa estabelecida entre os corpos.


Sinopse

No primeiro momento, uma atmosfera de mistério acontece conforme essas figuras surgem. Aos poucos, os corpos das dançarinas são desvelados, gerando curiosidade e surpresa: "Quem são vocês?" - Ouve- se do público. Corpos e tecidos vão sendo moldados, formando figuras que convidam o público a imaginar criaturas, conduzindo-o pelo espaço por meio de brincadeiras até chegarem no espaço final onde dança, brincadeira e música favorecem uma experiência corporal estética, criativa e divertida.


CRIA Cia de Dança é formada pelas dançarinas Beatriz Miguez e Larissa Pretti, e desenvolvemos um trabalho em DANÇA voltado à PRIMEIRA INFÂNCIA. Fundamos a CRIA depois que nos tornamos mães. Nós duas tínhamos uma vasta experiência como educadoras e a maternidade despertou em nós um desejo de mergulhar em uma pesquisa profunda sobre a movimentação dos bebês, a relação destes com seus cuidadores e sobretudo, as possibilidades de criação em dança para e com esse público, já que acreditamos nos bebês como sujeitos de suas próprias histórias.


Atividade presencial, livre. Aberta ao público. Inscrições com 30 minutos de antecedência com o MAM Educativo na recepção do museu. Para intérprete de Libras ou audiodescrição, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência.


30/04 (dom) 15h - Domingo MAM


Karaokê: as cores da voz com mam educativo

Inspirados nas exposições em cartaz no MAM, Diálogos com cor e luz e Ianelli 100 anos: o artista essencial, o Educativo MAM convida o público para soltar a voz em um karaokê com canções selecionadas e inspiradas em obras presentes.


Atividade presencial, livre. Aberta ao público. Na Marquise no entorno do MAM (verificar local no dia na recepção do MAM). Sem inscrição prévia. Para intérprete de Libras, solicitar pelo e-mail educativo@mam.org.br com até 48h de antecedência.


SERVIÇO

Abril com MAM Educativo - Museu de Arte Moderna de São Paulo. Local: Parque Ibirapuera, portões 2 e 3 (Av. Pedro Álvares Cabral, s/n° - Vila Mariana, São Paulo). Funcionamento: Terça a domingo, das 10h às 18h. Ingressos: A entrada no MAM está com valor de R$25 inteira e R$12,50 meia-entrada. Aos domingos, a entrada é gratuita e você pode contribuir com o valor que quiser. Contribua como desejar para que o MAM continue trazendo arte e cultura para o maior número de pessoas possível!


Meia-entrada para estudantes, com identificação; jovens de baixa renda e idosos (+60). Gratuidade para crianças menores de 10 anos; pessoas com deficiência e acompanhante; professores e diretores da rede pública estadual e municipal de São Paulo, com identificação; sócios e alunos do MAM; funcionários das empresas parceiras e museus; membros do ICOM, AICA e ABCA, com identificação; funcionários da SPTuris e funcionários da Secretaria Municipal de Cultura.

  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page