• O Canal da Lili

A partir de agosto, a Assupira oferece diversas atividades para a comunidade surda


Presidente e vice-presidente da Assupira, Thiago Pereira da Silva e Alexandre Ribeiro - Imagem: Rodrigo Alves

A partir de agosto, a Assupira (Associação de Surdos - Libras Piracicaba) oferecerá sete atividades, entre atendimento terapêutico, cursos e oficinas voltadas à comunidade surda e familiares. Para conhecer e se inscrever, os interessados poderão participar de encontros virtuais que serão realizados na próxima semana, de 21 a 24 de julho. Os links para inscrição serão disponibilizados nesses encontros e nas redes sociais da Assupira (@assupira no Facebook e no Instagram). O atendimento, os cursos e as oficinas terão início em agosto.


As atividades oferecidas a partir de agosto serão ministradas de forma on-line durante a pandemia. São elas: atendimento e acompanhamento terapêutico para familiares; curso de Libras (Língua Brasileira de Sinais) para familiares; curso para professores “Pensando sobre a leitura e escrita de português para surdos”; curso para intérprete de Libras/Língua Portuguesa: interpretação da Libras para o português oral; projeto Horta-Escola para surdos; oficinas de língua portuguesa para surdos; e oficinas de matemática para surdos.


“Os cursos e demais atividades que a Assupira vai oferecer contam com a dedicação de profissionais maravilhosos que estão contribuindo com mais acessibilidade para a comunidade surda da nossa cidade e região. Por isso, incentivamos que todos os interessados participem dos encontros on-line e façam a inscrição. Juntos somos mais fortes”, enfatiza o vice-presidente da Assupira, Alexandre Ribeiro.


De caráter filantrópico e sem fins lucrativos, a Assupira tem finalidade educacional, recreativa, social, cultural e desportiva e busca aglutinar forças e representar as aspirações das pessoas surdas, com deficiência auditiva ou surdocegueira, oferecendo suporte para seus familiares e profissionais que trabalham na saúde, educação e outras áreas. Para isso, conta com a colaboração de mais de 25 voluntários e com a promoção de venda de pizzas e rifas, além de doações. Em breve ainda será possível ser sócio.


“Nós estamos trabalhando para melhorar a qualidade de vida da comunidade surda, envolvendo surdos, familiares, professores, intérpretes, entre outros. Esperamos que os movimentos em prol de mais acessibilidade em Libras e os cursos oferecidos na Assupira possam contribuir na construção de uma cidade mais justa e acessível para todos”, afirma o presidente da Associação, Thiago Pereira da Silva.


ATENDIMENTO TERAPÊUTICO

O atendimento e acompanhamento terapêutico para familiares será oferecido pelas psicólogas Bianca Obrownick Moreira, especializada em neuropsicologia infantil, e Bruna Rafaela de Souza de Jesus, pós-graduanda em análise do comportamento aplicada ao autismo e deficiência intelectual. O encontro de apresentação da atividade será no dia 21 de julho, às 19h, por meio da plataforma Zoom (Likn para participar: https://bit.ly/3eiOrkv ). Serão oferecidas 40 vagas, sendo 20 para pais surdos e 20 para pais ouvintes que tenham filhos surdos. O período de inscrição será de 21 a 28 de julho.


LIBRAS PARA FAMILIARES

O curso de Libras para familiares será ministrado pela professora Rebeca Fialho Maniezzo, psicóloga especializada em terapia cognitiva comportamental. O encontro de apresentação será no dia 22 de julho, às 19h, pela plataforma Zoom (Link para participar: https://bit.ly/3yRSJai ). Serão oferecidas 50 vagas. O período de inscrição será de 22 a 28 de julho.


CURSO PARA PROFESSORES

O curso para professores “Pensando sobre a leitura e escrita de português para surdos” será ministrado pela professora Janaina Cabello, doutora e mestre em Educação. O encontro de apresentação será no dia 23 de julho, às 19h, pela plataforma Zoom (Link para participar: https://bit.ly/36COseJ ). Serão oferecidas 28 vagas, sendo 3 delas reservadas para parceria com o Numape (Núcleo Municipal de Apoio Pedagógico à Educação Especial), todas com certificação pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos). O período de inscrição será de 23 a 28 de julho.


OFICINAS

As oficinas de língua portuguesa para surdos e de matemática para surdos serão ministradas, respectivamente, pela professora Beatriz Aparecida dos Reis Turetta, doutora em Educação e 2ª secretária na diretoria da Assupira, e pelo professor Thiago Pereira da Silva, engenheiro de automação e presidente da Assupira. O encontro de apresentação das oficinas será no dia 24 de julho, às 15h30, pela plataforma Zoom (Link para participação: https://bit.ly/3wzsvba ), quando os professores irão conversar com os participantes para abordar os temas de acordo com a necessidade dos alunos. Serão oferecidas 20 vagas para cada oficina. As inscrições serão realizadas a cada nova oficina. As datas serão divulgadas com antecedência pelas redes sociais da Assupira.


INTERPRETAÇÃO

O curso para intérpretes de Libras/Língua Portuguesa: interpretação da Libras para o português oral será ministrado pela professora Lara Ferreira dos Santos, doutora em Educação Especial. Serão oferecidas 25 vagas com certificação pela UFSCar. Mais informações sobre o curso e período de inscrição serão divulgadas em breve pelas redes sociais da Assupira.


HORTA-ESCOLA

O projeto horta-escola para surdos é uma parceria entre a Assupira, a Sema (Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento), a empresa CJ do Brasil e a empresa Aldeia Brasil. O projeto será gerido por Lígia Rualdes e estudantes da Esalq/USP. As famílias participantes foram previamente selecionadas, de acordo com o critério de renda per capita e situação de maior vulnerabilidade social. As atividades terão início na primeira semana de agosto.

  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon