top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

16º Festival de Circo SP deve atrair 50 mil pessoas em Piracicaba, no Engenho Central


Las Fanfarronas será apresentada na área externa do Engenho, no sábado - Foto: Rafael Berezinski

Começou nesta quinta-feira (9) e segue até domingo (12), a 16ª edição do Festival de Circo SP, com programação totalmente gratuita em diversos espaços do Parque do Engenho Central e, dentro do projeto de descentralização da cultura em Piracicaba, com espetáculos em quatro bairros da cidade. A edição de retomada do evento, que não aconteceu no período da pandemia, deve atrair cerca de 50 mil pessoas durante os quatro dias, segundo os organizadores.


Nesta quinta e na sexta-feira (10), as atrações são voltadas às crianças de escolas públicas e privadas de Piracicaba. O evento que marca a abertura oficial, na sexta-feira, a partir das 19h, na lona Piolin, será aberto ao público em geral, sob o comando de Luís Ricardo, que interpretou por anos o palhaço Bozo. Na sequência, será apresentado o espetáculo Frissons: Um show da pesada, da Cia Sabatino Brothers, às 20h, contando com interpretação em libras. No sábado e domingo, o festival é aberto ao público. Para os espetáculos nas três lonas é preciso retirar ingresso uma hora antes de cada apresentação, na bilheteria do festival, montada próxima ao Pequeno Pátio do Engenho Central.



O evento é uma realização do Ministério da Cultura e do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, em parceria com a Prefeitura de Piracicaba, por meio da Semac - Secretaria Municipal da Ação Cultural, e com gestão e produção da Associação Paulista dos Amigos da Arte.


ATRAÇÕES DIVIDIDAS

O 16º Festival de Circo SP oferece mais de 50 atrações divididas em espaços no Engenho Central: as lonas Arrelia, Pimentinha e Piolin, além do Palco Figurinha, Teatro Municipal Erotides de Campos e intervenções circenses que animam o público nas áreas externas.


O festival apresenta grandes expoentes do circo tradicional e contemporâneo, com números de ilusionismo, malabarismo, contorcionismo, acrobacias e palhaçaria. Entre os inúmeros destaques do evento estão o espetáculo Nós Podemos!, da companhia As Amazonas, formada inteiramente por mulheres, a Festa na Roça, do Coletivo Piracema, composto por artistas que se encontraram em edições passadas do festival, e Amateur, do Palhaço Satin, que utiliza uma técnica surpreendente de manipulação de objetos.


Marília Marton, secretária da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, fala da relevância do festival à cultura no interior paulista. “O Festival de Circo SP é um evento que reúne e valoriza as diversas expressões que integram a linguagem circense no estado de São Paulo. Nós queremos criar um espaço de encontro para os grupos e artistas de circo paulistas, promovendo oportunidades de intercâmbio e para difundir esta arte. Em seu 16º ano, o festival está de volta para o público do interior, cumprindo mais um compromisso do Governo do Estado, com uma programação emocionante e gratuita para todos nós, fãs de circo”.

Carlos Beltrame, secretário da Ação Cultural, ressalta a volta da efervescência cultural em Piracicaba e o circo como arte essencial neste processo. “O circo é a porta de entrada à vida cultural de muitas pessoas, seja como público e profissional. Nestes próximos quatro dias, o Engenho Central e alguns bairros receberão as cores, movimentos e encantamentos de sempre fascinante arte circense”.


“O Festival de Circo SP tem o compromisso de promover não apenas o riso e o entretenimento, mas também o acesso à cultura. Tornar o festival e os demais programas que gerimos mais inclusivos e acolhedores é atuar de fato na formação de público, o que tem como resultado uma sociedade mais justa e harmoniosa”, completa Gláucio Franca, diretor geral da Associação Paulista dos Amigos da Arte.


16ª edicação terá o famoso Globo da Morte - Foto: Divulgação

FESTIVAL DESCENTRALIZADO

O 16º Festival de Circo SP sai do Engenho Central e chega aos bairros da cidade, uma iniciativa que vai de encontro do projeto da administração Luciano Almeida, por meio da Semac, de descentralizar a cultura em Piracicaba. Serão quatro apresentações: no sábado, 11/11, a Agência Circo leva o espetáculo Fabuloso Parque Itinerante Circle às 11h a Santa Terezinha e, às 14h, o mesmo circo chega ao Varejão Gilda.


No domingo, 12/11, o Coletivo Piracema leva a Festa na Roça, às 11h, ao bairro Vila Sônia e, às 14h, a Cia. Circo Rebote apresenta Columpio no bairro Novo Horizonte.


ESTRUTURA

São três lonas montadas para o Festival de Circo SP, cada uma tem nome de um palhaço paulista, ícone da arte circense. A maior, Piolin, tem 36 metros quadrados, com 1.100 lugares. Tem também a lona Arrelia, com 28 metros de diâmetro, com 750 lugares. A menor é a lona Pimentinha, com 18 metros de diâmetro, com capacidade para abrigar um público de 250 pessoas. Outro espaço que toma forma é o Palco Figurinha, entre o fundo do Teatro Municipal Erotides de Campos e o Armazém 14, um lugar que terá atrações no sábado, 11/11, e domingo, 12/11, de hora em hora, e não requer retirada de ingresso.


TRADIÇÃO E ESTILO DE VIDA

Circo é uma experiência, uma vocação, ao mesmo tempo em que é uma arte plural e inspiradora, nas palavras de César Guimarães, 61 anos, da quinta geração de família circense e o diretor técnico circense do 16º Festival de Circo SP, presente em todas as edições do evento.


Em meio aos ajustes finais do palco da principal lona do festival, a Piolim, armada no meio do Grande Pátio do Engenho Central, Guimarães lembra como o circo está presente em cada momento de sua vida e em cada história que conta. “O circo é a nossa vida, não temos o circo como uma profissão, é um estilo de vida”.

Guimarães fala com a experiência de 50 anos exclusivamente vividos na arte circense, entre estradas e palcos. É uma tradição que carrega consigo desde seu tataravô, um indígena da região serrana do Rio de Janeiro que foi iniciado neste universo por uma trupe cigana. “Hoje, inclusive, já estamos na sexta geração de circenses – meus filhos já estão vivendo do circo”.


A mãe de Guimarães, Haime Del Duque, era trapezista e, durante uma temporada do circo em que pertencia na cidade de Lins, no interior de São Paulo, conheceu um motorista, que viria a ser seu pai, Orestes Ribeiro. “Ele se apaixonou, largou tudo, e foi embora junto a ela com o circo”.


Guimarães conta que já fez de tudo no circo em cerca de 50 anos – parou de atuar no início da década de 2010. “Só não fiz malabares, mas fiz palhaço, trapezista, motorista, eletricista e mágico”. Ele iniciou atividades no circo montado pelo seu avô, o Circo Teatro Guaianases, o mesmo onde atuava sua mãe e seu pai. “O nome é uma homenagem a um município de São Paulo que o ajudou muito quando ele criou o cerco”.


E se Guimarães tem vontade de sair da técnica para o picadeiro? “Sempre, sempre”, conta, que mostra o braço arrepiado e em voz trêmula de emoção e nostalgia. “É a minha paixão”.


Parlapatões de Os Mequetre, será na Arrelia, no sábado (11) - Foto: Luiz Doroneto

SERVIÇO

Festival de Circo SP – Piracicaba: de 9 a 12/11 (quinta a domingo). Local: no Parque do Engenho Central, à avenida. Dr. Maurice Allain, 454. Programação inteiramente gratuita. Para os espetáculos nas três lonas é preciso retirar ingresso uma hora antes de cada apresentação, na bilheteria do festival, montada próxima ao Pequeno Pátio do Engenho Central. Programação completa no link: amigosdaarte.org.br/programas-e-equipamentos/festival-circo-sp/. Mais informações: 3403-2600.




Confira abaixo a programação completa do 16º Festival de Circo SP:

Quinta-feira (9/11)

LONA PIOLIN

10h – Circo Spacial*

14h – Circo Khronos*

LONA ARRELIA

10h – Weber Circus – Espetáculo do Tradicional ao Contemporâneo*

14h – Circo Miller*

LONA PIMENTINHA

10h – Circo Família Gelli – O Circo Chegou*

14h – Cia Caray Circo – Deleite Circense*

ÁREAS EXTERNAS DO ENGENHO CENTRAL

9h30 às 20h – MB Circo – Intervenções Circenses

*Espetáculos reservados para escolas

Sexta-feira (10/11)

LONA PIOLIN

10h – Circo Stankovich*

14 – CircoShow – A Magia do Circo*

20h – Cia Sabatino Brothers – Frissons: Um show da pesada (com interpretação em libras)

LONA ARRELIA

10h – Cia Pensante – Gran Varietê (com interpretação em libras)*

14h – Coletivo Piracema – Festa na Roça*

LONA PIMENTINHA

10h – Cia Suno – R.U.A.*

14h – Cia Gravidade Virtual – Circo Dus Dois (com interpretação em libras)*

*Espetáculos reservados para escolas

ÁREAS EXTERNAS DO ENGENHO CENTRAL

9h30 às 20h – MB Circo – Intervenções Circenses

18h30 às 22h – CircoShow – Intervenções Circenses

19h30 – Yasmim Camargo – Cabelos Encantados

21h30 – Globo das Motos


Presente em todas edições do Festival de Circo SP, Guimarães traz experiências de vida ao evento - Foto: Divulgação

Sábado (11/11)

LONA PIOLIN

14h30 – Cia Corpo Mágico – Espetáculo Circense Clássico (com interpretação em libras)

17h30 – Cia K – Kbaret!!!

20h – Cia Tempo – Cabaré Cyrklos com banda ao vivo (com interpretação em libras)

LONA ARRELIA

14h – Cia BR Circus – Container Circus

16h – As Amazonas – Nós Podemos! (com interpretação em libras)

19h – Parlapatões – Os Mequetrefe

LONA PIMENTINHA

13h30 – Trupe Las Manas – Las Manas à Obra

16h30 – Estação do Circo – Estação Gourmet

19h30 – Circo di SóLadies | Nem SóLadies – Choque-Rosa ou Com que Armas Lutamos (com interpretação em libras)

PALCO FIGURINHA

13h30 – Los Branda – Força e Equilíbrio

14h – Rodrigo Nasser – Um Incrível Show de Mímica

15h – Felipe Mágico – Incrivelmente Mágico

16h – Duo Dantas – Duo Roda Cyr

16h20 – Caio Stevanovich – Laboratório de Circo

16h40 – Conexão Trupe Baião de Dois

16h50 – Danda Mono

17h20 – Circo Caramba – Jerônimo Show

TEATRO EROTIDES DE CAMPOS

20h – Cia. Fundo Falso – Jogo dos Magos

ÁREAS EXTERNAS DO ENGENHO CENTRAL

9h30 às 20h – MB Circo – Intervenções Circenses

13h – Viviane Pelegrin – Time

13h45 – Globo das Motos

15h – As Inigualáveis Irmãs Cola – Cola Shows – Malabarismo e Simpatia em Dose Dupla

15h30 – Yasmim Camargo – Cabelos Encantados

15h45 – Globo das Motos

17h – Las Fanfarronas

18h45 – Cia Atemporal – Tangus Trapézio

21h – Globo das Motos

FESTIVAL DE CIRCO SP PELOS BAIRROS – SANTA TERESINHA

11h – Agência Circo – Fabuloso Parque Itinerante Circle

Rua Nossa Senhora do Carmo, 298

FESTIVAL DE CIRCO SP PELOS BAIRROS – VAREJÃO GILDA

14h – Agência de Circo – Fabuloso Parque Itinerante Circle

Rua Luiz Antônio de Morais, s/n

Cabare Malabaristico é atração de domingo na lona Arrelia - Foto: Rafael Vasconcellos

Domingo (12/11)

LONA PIOLIN

14h30 – Arena Circus – Magnific

17h – Coletivo Vertigem – Construtores

20h – Clownbaret – El Grand Clownbaret (com interpretação em libras)

LONA ARRELIA

13h30 – Los Circo Los – Cabaré Malabarístico

16h – Trupe Trapeceros – Forró Circense (com interpretação em libras)

19h30 – Companhia das Rosas – Cabaré das Amazonas

LONA PIMENTINHA

13h30 – De Lucca Circus – De Lucca Circus Show (com interpretação em libras)

16h – Cia dos Tortos – Quem Não Tem Lona Pede Carona

20h – Los Charlatanes

PALCO FIGURINHA

13h – Palhaço Satin – Amateur

14h – Julian Granito – Kazanki

15h – Irmãos Becker – Sintonia Malabarística

15h30 – Companhia Gravitá – Picadeiro Efêmero

16h20 – Caravana Tapioca – Chá Comigo

17h40 – Pequeno Teatro do Mundo – Grande Circo Grandevo

TEATRO EROTIDES DE CAMPOS

20h – La Troupe – O Jantar Mágico com Mágico Lucas

ÁREAS EXTERNAS DO ENGENHO CENTRAL

9h30 às 20h – MB Circo – Intervenções Circenses

13h – Cia Atemporal – Tangus Trapézio

14h – Eduardo Salzane – Circo Valise

14h – Globo das Motos

15h30 – Yasmim Camargo – Cabelos Encantados

15h45 – Globo das Motos

16h – Eduardo Salzane – Circo Valise

17h – Unidos do Swing – Cortejo Performático

18h – Eduardo Salzane – Circo Valise

19h – Viviane Pelegrin – Time

21h – Globo das Motos

FESTIVAL DE CIRCO SP PELOS BAIRROS – VILA SÔNIA

11h – Coletivo Piracema – Festa na Roça: Rua Corcovado, s/nº

FESTIVAL DE CIRCO SP PELOS BAIRROS – NOVO HORIZONTE

14h – Cia. Circo Rebote – Columpio: Rua Laura Fernandes de Campos Ferrari, 145

Comments


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page