top of page
  • Foto do escritorO Canal da Lili

1º Ciclo de Eventos sobre Mudanças Climáticas em Piracicaba acontece entre 7 e 9 de novembro


1º Ciclo de Eventos vai abordar questões relevantes sobre as mudanças climáticas em Piracicaba - Imagem: Prefeitura de Piracicaba

A Comclima (Comissão Municipal de Mudanças Climáticas), em parceria com o Comdema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente), realiza nos dias 7, 8 e 9/11 o 1º Ciclo de Eventos sobre Mudanças Climáticas de Piracicaba, com atividades educativas, mesas redondas e palestras. A ação tem apoio da Prefeitura de Piracicaba, por meio da Sedema (Secretaria de Defesa do Meio Ambiente), além do Imaflora (Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola), Engajamundo, Simespi (Sindicato Patronal das Indústrias e Fundições), Mandato Coletivo A cidade é sua, Fumep (Fundação Munucipal de Ensino de Piracicaba), Hub Piracicaba, Grupo Bevi, Sicoob Cocre, Sincop (Sindicato dos Contabilistas de Piracicaba e região) e Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba).



“A Sedema é uma das instituições que compõem a Comclima e tem apoiado todas as iniciativas desta comissão. Sabemos que as mudanças climáticas atingem todas as cidades e seus habitantes. E sabemos também que isso acontece de forma desigual, variando conforme aspectos socioeconômicos e características territoriais. Esse ciclo de eventos abordará essa questão, e também quais são as principais fontes de emissões de gases do efeito estufa no município para que a gestão pública possa priorizar políticas de mitigação mais eficientes e eficazes. Desafios complexos demandam a união de toda sociedade, por isso é muito importante a participação de todos”, destaca Juliana Gonçalez Gragnani, secretária-executiva da Comclima e analista ambiental da Sedema.


PROGRAMAÇÃO

No dia 7/11, segunda-feira, representantes da Comclima visitam a Escola Estadual Professor Benedito Costa, no Jardim Gilda, para uma dinâmica com alunos do 8º ano abordando as mudanças climáticas em Piracicaba. Na terça-feira, 8/11, duas mesas redondas acontecem no auditório Professora Helena Rovay Benetton, do Museu Prudente de Moraes. Das 14h às 15h30, o diretor da Defesa Civil de Campinas, Sidnei Furtado, e a gestora ambiental Nara Perobelli, abordam o tema “Impactos das mudanças climáticas sobre Piracicaba: como nos adaptar com justiça climática?”.


A mesa redonda tem moderação da educadora ambiental Laís Ferraz de Camargo, do Núcleo de Educação Ambiental (NEA) da Sedema. Na sequência, das 15h30 às 17h, o assunto é “Reduzindo as emissões de Piracicaba: por onde começar?”, que será abordado pelo analista do Imaflora, Gabriel Quintana, e pelo pesquisador do Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA), Felipe Barcellos. A moderação será de Heloísa Bertassi, engenheira ambiental da Hyundai Motor Brasil. Finalizando a semana, o vice-presidente da Associação Brasileira de Geração Distribuída e presidente da Associação Brasileira do Veículo Elétrico, Adalberto Maluf, debate o tema “Energia Solar: Sustentabilidade que gera Economia” no Simespi, a partir das 19h. Os eventos dos dias 8 e 9/11 são abertos ao público mediante inscrição em https://forms.gle/Lye4s6auzT3rTXcN7. As inscrições são gratuitas e limitadas.


“Nos últimos anos temos amadurecido o debate sobre os impactos das mudanças climáticas em Piracicaba e coletamos informação qualificada sobre o tema. O desafio agora é nos aprofundarmos sobre os caminhos possíveis para nos adaptarmos a esses impactos e sobre as melhores saídas para reduzirmos nossas emissões. É essa discussão que buscaremos trazer para o Ciclo”, acrescenta Bruno Grisotto Vello, analista de políticas públicas do Imaflora e vice-presidente da Comclima.

O 1º Ciclo de Eventos sobre Mudanças Climáticas em Piracicaba acontece em paralelo à COP 27 (Conferência das Nações Unidas para o Clima), a ser realizada no Egito entre os dias 6 e 18/11, em que países e sociedade civil do mundo todo se encontram para buscar soluções para a crise climática.


COMCLIMA E COMDEMA

A Comclima foi instituída pela Lei Complementar nº 251/2010, alterada pelas Leis Complementares 420/2022 e 431/2022, e iniciou seus trabalhos em junho de 2021, com a eleição da diretoria. Seus objetivos são elaborar, revisar, tornar público, acompanhar, além de garantir e fiscalizar a implementação do Plano Municipal de Mitigação e Adaptação às Mudanças Climáticas, definindo metas e indicadores. Integram a Comissão representantes do poder público e da sociedade civil. Já o Comdema, instituído pela Lei Municipal 4.233/96 (consolidada pela Lei Complementar 251/10), tem por objetivo promover a discussão, análise e proposição das diretrizes das políticas públicas ambientais de Piracicaba. É formado por representantes de 23 instituições da sociedade civil e do poder público, incluindo a Prefeitura de Piracicaba.

Comments


  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • White YouTube Icon
bottom of page